Chega às lojas este mês o DVD do programa Carga Pesada, um lançamento da Globo Marcas, com direção geral de Roberto Naar e textos de Mara Carvalho e Ecila Pedroso. Especialmente editado em quatro discos e com quase 14 horas de cenas selecionadas por Antonio Fagundes e Stênio Garcia, o material traz ainda entrevistas exclusivas com os protagonistas e com o diretor, três episódios da primeira versão do programa – que estreou em 1979 -, e o making of com 40 minutos de imagens exclusivas dos bastidores. O DVD é dividido em três gêneros – aventura, comédia, drama – e cada um contém seis episódios. O preço sugerido é de R$ 99,90.

No disco de aventura, o telespectador pode assistir aos episódios “Companheiros”, “Estrada.com.br”, “Arara una”, “Capitão do Mar” e “Som na Lata”. Já no material de drama, constam os episódios “Entre Sombras”, “Não Faz Diferença”, “Poder”, “Homem Não Chora”, “Carga Perecível” e “Sem Identidade”. No disco de comédia, os episódios que fazem parte são “O Lobisomem”, “O Corno Sou Eu”, “Caminhos Cruzados”, “Sorte Grande”, “Clarão” e “Por Trás da Lona”. As entrevistas exclusivas e o material de making of estão no quarto disco.

O programa, que voltou a ser gravado em 2003, conta as aventuras dos caminhoneiros Pedro (Antonio Fagundes) e Bino (Stênio Garcia) pelas estradas do Brasil. Com personalidades opostas, um tenta equilibrar o gênio do outro. Enquanto Pedro é um sonhador cuja fraqueza é as mulheres, Bino mantém os pés no chão e os olhos firmes na estrada. Apesar das diferenças, o companheirismo dos dois é a essência da trama. “Uma vitalidade muito importante é o aspecto da amizade de dois homens que ficam amarrados, quase casados, como a gente costuma brincar”, explica Stênio Garcia.

Já Fagundes analisa a empatia do público com os personagens que não exercem uma missão heróica na trama. “Eles não são super-heróis. O grande heroísmo está na humanidade de cada um. Eles possuem a vontade de resolver problemas, mas não são onipotentes”, esclarece o ator. E o diretor entende a relação do Carga Pesada com o público, pois já esteve do outro lado. “Eu assistia ao Carga Pesada. Eu tive o prazer de assistir como telespectador. Pra mim, poder dirigir agora o seriado é um presente”, acrescenta Naar.

Durante as quatro temporadas, de 2003 a 2006, Carga Pesada gravou 56 episódios, a maioria feita de cenas produzidas em externas. “Só pelo fato da gente não gravar em estúdio… mesmo quando a cena é dentro de casa, o Naar tem optado por fazer cenas dentro de casas. Isso dá uma outra cor, uma outra dimensão pro seriado, que você respira na imagem”, aponta Fagundes.

Além da experiência dentro do Carga Pesada, Stênio Garcia e Antonio Fagundes falam sobre momentos memoráveis nos palcos e no cinema, além dos outros trabalhos que fizeram na televisão. Durante a entrevista, Fagundes comenta seus personagens em novelas, como Saramandaia (1976), Nina (1977), Dancin’ Days (1978), Vale Tudo (1988) e O Rei do Gado (1996). Já Stênio relembra de trabalhos como O Dono do Mundo (1991), Que Rei Sou Eu? (1989), O Clone (2001) e Hoje É Dia de Maria (2005).



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here