Com muito bom humor, o diretor Jorge Fernando, o autor Walcyr Carrasco, a equipe de criação e o elenco de ‘Caras & Bocas’ se reuniram na quinta-feira (26), na Central Globo de Produção, no Rio de Janeiro, para receber a imprensa no estúdio da novela, que estava cenografado com a galeria de Dafne (Flávia Alessandra) e Simone (Ingrid Guimarães). A próxima novela das sete, que estreia no dia 13 de abril, é ambientada na cidade de São Paulo. A trama é contemporânea e gira em torno do amor entre Dafne e Gabriel (Malvino Salvador), duas pessoas de gênios fortes e classes sociais diferentes, mas capazes de se apaixonar profundamente. Com direção de núcleo de Jorge Fernando e direção de Marcelo Zambelli, Maria de Médicis e Ary Coslov, essa história será contada com humor e simplicidade.

Veja mais fotos da coletiva, clique aqui

“A partir de agora nosso trabalho começa a ser visto. E, mesmo com tantos anos de carreira, ainda sinto esse nervosismo, essa vontade de acertar; é por isso que a gente vive dessa profissão”, diz Jorge Fernando, que também fez questão de se dirigir ao elenco: “Escolhemos cada um de vocês a dedo”. Em seguida, Walcyr Carrasco falou sobre seu processo de criação. “Quis escrever sobre a relação entre duas pessoas muito diferentes, mas também queria falar sobre a modernidade, sobre coisas que a gente lê nos jornais, que acontecem no dia-a-dia”. Entre essas tramas atuais, está a de Simone (Ingrid Guimarães), que resolve buscar seu grande amor nas salas de bate-papo da internet. O autor também escolheu retratar um núcleo de judeus ortodoxos depois de conhecer um pouco das tradições em uma viagem que fez a Israel. Sobre a África, Walcyr comentou que, antes de escrever a sinopse, fez questão de viajar à África do Sul para escrever imbuído do sentimento do país. E também destacou que não pretende levantar nenhuma bandeira com a personagem Anita, interpretada pela atriz Danieli Haloten, que é deficiente visual: “Anita terá uma trama independente de sua deficiência; talvez seja a trama mais romântica da novela”.

Na sequência, houve a exibição de algumas cenas da novela, que arrancaram muitos risos da plateia. Após o clipe, o diretor Jorge Fernando divertiu elenco e imprensa com uma performance preparada especialmente para a ocasião: em uma alusão ao personagem Xico, o chimpanzé de ‘Caras& Bocas’, ele fingiu se transformar em Conga, o ” Homem-Gorila” – em referência ao número clássico de ilusionismo. Não saiu exatamente como o planejado, porque o excesso de fumaça atrapalhou a visão da platéia, mas o número agradou o público assim mesmo.

Durante as entrevistas, Malvino Salvador falou sobre o personagem Gabriel, pintor talentoso que abandona seu sonho para cuidar da família: “O Walcyr achou um eixo para esse personagem, que é muito real, parecido com a vida de muitos brasileiros. Todos temos sonhos e, de repente, o Gabriel tem que abdicar disso tudo para cuidar da família; ele sabe que tem essa responsabilidade depois da morte do pai. Isso dá um peso dramático à história, dá uma base para que haja contradições no personagem. Quando ele reencontra a Dafne, a mulher da vida dele, é um reencontro de amor e também dos seus sonhos perdidos”.

Flávia Alessandra também falou do casal protagonista: “Dafne teve uma decepção amorosa com o pai da Bianca (Isabelle Drummond) e jura que nunca mais vai amar ou se envolver, porque não depende de homem e não quer ninguém mandando na vida dela. Porém, 15 anos depois, quando eles se reencontram, tudo isso vai por água abaixo. Ela treme nas bases, se emociona e percebe que nunca deixou de amar o Gabriel. Mas a relação dos dois é de tapas e beijos. Eles são tinhosos, geniosos e isso é o que mais os atrapalha para ficarem juntos”.

‘Caras & Bocas’ estreia no dia 13 de abril.

Elenco se reúne em coletiva de ‘Caras e Bocas’



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here