Antes mesmo de ingressar nos salões do Nacional Club – fundado em 1958 por alguns membros da elite empresarial paulistana, como Assis Chateaubriand e Amador Aguiar -, os convidados da festa de lançamento de O Profeta já iniciavam uma viagem no tempo ao passar por um Cadillac Eldorado Conversível 54 e um Ford Custom Line 55, estacionados logo na entrada.

A volta aos anos dourados, no entanto, não parou por aí. Em um espaço totalmente destacado para exposição de temas abordados na novela, grandes painéis estampavam as pesquisas que foram realizadas pelas equipes de figurino e de produção de arte para ambientar a novela na década de 1950. Como também parte da trama se desenrola em uma fábrica de cristal artesanal, os presentes puderam apreciar no hall peças de vidro – elemento que tem um significado especial no enredo -, e ferramentas utilizadas em sua produção.

Uma lanchonete cenografada com imagens de pin-ups e caixa de jukebox atraía os convidados para degustar as iguarias típicas da época como milk shake e sundae, enquanto garçonetes ofereciam cheese burguinho, mini hot dog, batata frita, bolinha de melão com presunto, canapé com caviar e coquetel de camarão. Para beber, Cosmopolitan e Apple Martini foram alguns dos drinques que fizeram parte do cardápio com uma pitada norte-americana.

A banda The Originals abriu a pista com sucessos como “Menina Linda”, “Feche os olhos”, “Love me Tender”, “Trouble” e “Mulambo”, que faz parte da trilha sonora da novela. Em seguida, num clima descontraído, o elenco se reuniu no salão principal para compartilhar com Roberto Talma a alegria do lançamento. O diretor de núcleo, ao lado de Walcyr Carrasco e das autoras Duca Rachid e Thelma Guedes, subiu ao palco para agradecer a presença de todos e falar um pouco sobre a novela. “Todo mundo pergunta por que fazer um remake da Ivani. O motivo? A história e muito boa”, explicou Talma. Já Walcyr fez questão de homenagear as autoras de O Profeta, enquanto Duca e Thelma ressaltaram o trabalho dos atores, convidando grande parte do elenco ao palco. Logo depois, quem roubou a cena foram as imagens da trama exibidas em um clipe que emocionou o público.

Paola Oliveira, que interpreta a doce Sônia, se rendeu ao romantismo dos anos 50 e mostrou um look clássico – um vestido cor de rosa com delicados laços de fita aplicados nas costas. Thiago Fragoso, que chegou junto com sua esposa, a atriz Mariana Vaz – também do elenco -, para atrair bons fluidos, não dispensou a cor branca. Já Carol Castro, desfilou elegância em um longo vermelho, e não se cansou de paparicar seu pai, Luca de Castro, que interpreta Tarcísio na trama.

Na saída da festa, numa alusão às premonições de Marcos, personagem interpretado por Thiago Fragoso, os convidados foram presenteados com um brinde divertido: uma bola de cristal, que para os mais místicos, quem sabe, pode até revelar o futuro.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here