Neste domingo, dia 19, o programa "Irritando Fernanda Young" recebe a cantora Ivete Sangalo. Ela avalia o seu sucesso, fala sobre o assédio e conta como está sendo a gravidez. Além disso, diverte a plateia com sua irreverência ao responder a "Pergunta Nada a Ver" ("Como você se sente fazendo xixi em pé?") e a pergunta do quadro "Hipoteticamente Falando" ("Você preferia dar um beijo de língua na Susan Boyle ou dar um selinho no King Kong?").

Fernanda pergunta se a baiana tem consciência do poder que exerce nas pessoas. Ivete se diz realizada quando está no palco – momento em que sente o carinho imediato do público -, mas admite que, quando sai do show, não sabe como conquistou tudo o que tem hoje. E conclui: "O negócio é não pensar nisso, senão fica tudo elaborado, premeditado. As pessoas percebem quando é verdadeiro ou não". Mesmo com tanto sucesso, Ivete afirma que não se acomoda ou deixa a vaidade tomar conta de sua cabeça. Ela segue lutando pelo seu espaço e pelo seu público.

A cantora também explica porque faz questão de enaltecer e agradecer a sua banda e não colher apenas os louros para si: "Todo mundo gosta de brilhar. E quanto mais brilho você oferecer para a pessoa, mais ela lhe manda de volta". Acostumada a ser reconhecida em qualquer lugar do país, a convidada não se incomoda com o assédio dos fãs e afirma sentir falta desse carinho quando está no exterior. Ivete conta que dançou no meio da rua em Madri para chamar a atenção e ver se alguém a reconhecia. Ela já foi chamada de Madonna brasileira e brinca com a comparação dizendo que isso não existe, porque a musculatura das duas é bem diferente.

Ao participar do quadro "Pergunta nada a ver", ela relembra uma experiência curiosa: "Quando eu tava no trio elétrico eu tinha vontade de fazer xixi e, para mulher, é uma loucura! Surgiu a idéia de fazer um conezinho de papel. Fui tentar. É de uma praticidade! É bom demais! Só não faço xixi em pé na minha casa".

Ao confessar que é gulosa, Fernanda quer saber se a Ivete tem aproveitado a gravidez para fazer três coisas sem culpa: comer, dormir e chorar. E a cantora admite: "Tenho comido bastante. Dormido, agora, está meio difícil por causa da barriga. E chorei no início, ficava lembrando de minha mãe… Quando eu perdi minha mãe, eu falei: ‘Meu Deus, eu vou ser filha de quem?’. Aí quando você concebe a ideia de ser mãe, você fala: ‘Meu Deus, eu vou ser mãe de alguém’. É o ciclo que se renova". E ela completa brincando sobre seus irmãos, "gulosos": "Para convidar um filho de Sangalo para um aniversário, o cara tem que ter coragem".

Irritando Fernanda Young no ar domingo, à 0h no GNT.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here