Gugu Liberato pediu desculpas a seu público. Disse que tem uma parcela de culpa no episódio da reportagem com supostos integrantes do PCC porque pela primeira vez não viu um material que entrou no seu programa. E garantiu: o jornalista Wagner Mafezolli está afastadado da função até o esclarecimento do caso. Gugu Liberato esteve ontem no programa de Hebe Camargo e concordou que foi um erro colocar crimonosos no ar. Durante a entrevista ontem à noite ele não disse se a reportagem foi ou não forjada, mas aceitou que o repórter pode ter sido enganado. Até José LuisDatena entrou na onda. Ligou para pedir desculpas e avisar que vai tirar a queixa contra Gugu Liberato e o SBT. O jornalista optou por panos quentes num assunto que ainda pode gerar processos por difamação. Na semana passada, Datena gritou e atacou em seu programa, sempre de olho na audiência que o assunto trazia. A ordem era explorar ao máximo Gugu e seu erro para passar o rival Godoy. Mas as suspeitas de armação não param por ai. Hoje, o jornal Folha de São Paulo publicou uma denúncia contra o Gilberto Barros. Segundo a coluna Outro Canal, a polícia civil de Osasco abriu inquérito para investigar armação numa reportagem da TV Bandeirantes que mostrava uma suposta vítmia da explosão do shopping Osasco Plaza que dizia estar abandonado pela empresa e que perdeu parentes no acidente. O entrevistado do Boa Noite Brasil, segundo o shopping, não é uma das vítimas da explosão. A emissora não quer se pronunciar sobre o assunto e enfrenta outras acusações. Semana passada, a Rede Record entrevistou atores que ganharam cachê para forjar histórias no programa de Márcia Goldschimith. É todo mundo atirando em todo mundo. É todo mundo lutando por pontos a mais na audiência. É todo mundo fazendo o possível e o impossível para se manter na TV. Já foi a época da baixaria, das mulheres quase nuas. Agora é preciso inventar cada dia uma história diferente.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here