A atriz Lindsay Lohan foi levada sob custódia nesta terça-feira, dia 20, para começar a cumprir uma pena de 90 dias de prisão por violar a condicional pelas acusações de dirigir embriagada e posse de cocaína em 2007.

A atriz de 24 anos compareceu a um tribunal de Beverly Hills, de onde foi enviada a um presídio feminino pela juíza Marsha Revel. Sua permanência atrás das grades poderá ser reduzida para três semanas dentro de programas de bom comportamento e superlotação da cadeia, disseram autoridades.

Lohan, que passou voluntariamente a última semana num instituto de reabilitação de Los Angeles, deverá ficar isolada na prisão por questões de segurança.

Na noite de segunda-feira, ela comentou sobre a pena no Twitter. "As únicas ‘reservas’ com as quais estou acostumada são da Disney Film, nunca pensei que teria ‘reserva’ na prisão", escreveu.

Revel determinou a pena a Lohan há duas semanas, depois de verificar que ela havia faltado pela segunda vez às aulas semanais sobre álcool, impostas em 2007. Lohan também precisará participar de um programa integral de reabilitação quando sair da prisão.

Lohan ficou famosa aos 11 anos num remake de "Operação Cupido" e seus trabalhos subseqüentes, "Sexta-feira muito Louca" e "Meninas Malvadas", que a credenciaram como uma das atrizes mais promissoras de Hollywood.

Mas a carreira dela começou a entrar em declínio em 2007, quando admitiu ser viciada em drogas e álcool e mantinha uma movimentada badalação em nightclubs.

Lohan cumprirá sua pena do Centro de Detenção Regional Century, no sul de Los Angeles. No presídio exclusivamente feminino, que conta com 2.200 leitos, ela permanecerá numa cela de 9 metros quadrados, informaram funcionários da prisão.

A atriz passou 84 minutos ali em 2007, como parte da pena por duas acusações, de dirigir após consumir bebida alcoólica e posse de cocaína.

Desta vez, ela terá de usar uniforme laranja e entregar todas as jóias. Celulares e computadores são proibidos.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here