A pequena Clara (Joana Mocarzel) é vítima de preconceito na escola onde estuda, o que leva Helena (Regina Duarte) a denúnciar ao Ministério Público.

A professora Carla (Carolina Aguiar) não deixa que ela brinque com as outras crianças para não se machucar. Helena presencia a cena em que Carla exclui sua filha da brincadeira e questiona a professora, que tenta se justificar dizendo que Clara é muito pequena e pode se machucar. A médica insiste que matriculou a filha naquela escola justamente para que se socialize com as outras crianças e pede que ela seja tratada da mesma forma que qualquer outro aluno.

À princípio Carla entende os argumentos de Helena, mas volta a discriminar a estudante durante uma reunião de pais. Todos recebem um envelope com os trabalhos de seus filhos, menos Helena, que não recebe nada. Carla explica que Clara só gosta de brincar com massinha e, por isso, não fez nenhum trabalho. Helena se irrita e inicia uma discussão onde acusa a professora de preconceito. Depois disso, procura a diretora para dizer que sua filha precisa de estímulos como qualquer outra criança e também afirma que não aceita que ela seja tratada de forma diferente só por ser portadora da síndrome de Down. Para completar, a obstetra vai embora dizendo que vai denunciar a escola ao Ministério Público.

As cenas em que Clara sofre discriminação devem ser exibidas nos capítulos de Páginas da Vida desta quarta -feira, dia 06.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here