Bruno diz a Sérgio que vai recuperar tudo, mas antes precisa tirar de Tony todas as informações sobre os negócios com as FARC. Téo manda Rudi ligar para Laila. Ele pede para Laila passar o telefone para Khalid e pergunta ao paquistanês se ele está disposto a impedir que Tony morra. Téo vai até Khalid e pede para ele arrumar vinte homens bons para ajudá-lo a tirar Tony do cofre do bunker. Khalid afirma que não tem mais homem nenhum, mas pode arrumar se ele lhe pagar sete mil por cada. Fernanda finge estar bêbada e os seguranças ficam preocupados. Pedro mostra as fotos de Nina para Maura e Rafael. Bebel pede desculpas a Maura e Rafael pelas fotos do site de balada on line. Rafael entende a atitude de Maura e afirma que tudo seria mais fácil se ela acreditasse que ele a ama. Rafael manda Antônia voltar para o Rio, do contrário ele corta a pensão que lhe paga. Fernanda finge que vai se jogar da janela. Seguranças ligam para Bruno, que fica preocupado e segue para casa. Bruno acusa Fernanda de estar fingindo. Ele tenta seduzi-la e pede para ela fingir que o ama. Caló ainda sofre muito com a morte de Freda. Várias vans param perto do carro de Téo. Pouco depois, chegam Laila e Khalid, ele com uma submetralhadora. Téo dá ordens para começar o ataque. Tony respira com dificuldade. Sérgio liga para Bruno, que percebe que Fernanda o tirou da clínica propositalmente. Téo, Khalid, Laila, Silvio, Tucci e nove homens entram na clínica. Paulo e Felipe juntam-se a eles. Téo obriga Sérgio a lhe dar a senha do cofre, mas eles não conseguem entrar, pois precisam da senha de Tony também. Téo e Tony conseguem se comunicar por meio do código Morse. A porta destrava e Téo reanima Tony. O carro com Tony, Téo e Paulo é protegido por outros carros. Bruno atira em um carro que passa. De outro carro, atiram contra Bruno.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here