Fotos: DivulgaçãoNeste sábado, foi ao ar o quinto especial “Record 50 Anos”. Nesta edição, foram relembrados o programa Note e Anote, com a presença de Ana Maria Braga; o Espec ... Leia mais:

 Fotos: Divulgação
Neste sábado, foi ao ar o quinto especial “Record 50 Anos”. Nesta edição, foram relembrados o programa Note e Anote, com a presença de Ana Maria Braga; o Especial Sertanejo, que foi comandado por Marcelo Costa e os tempos do programa “Os Insociáveis”, que teve no elenco Renato Aragão. O inesgotável tema Jovem Guarda e os programas sertanejos que marcaram época na emissora são outros assuntos da noite.

Adriane Galisteu abriu o primeiro bloco com a apresentadora Ana Maria Braga, que ao subir no palco do Teatro Record, disse que ali sentia-se em casa. No palco, Ana Maria emocionou-se ao rever imagens do Note e Anote, apresentado por ela de 1993 até 1999. No período em que esteve no comando do programa, Ana Maria bateu uma marca histórica e foi parar no livro dos recordes – o Guiness. Ela tornou-se a apresentadora de TV com maior tempo de permanência no ar ao vivo. “Eram seis horas diárias, ao vivo, e ainda tinha o programa da noite”, relembrou.   

O cantor Toquinho também foi um dos convidados do primeiro bloco. Ele subiu ao palco para interpretar “Lapinha”, a famosa canção composta por Baden Powell e Paulo César Pinheiro que venceu a Bienal do Samba, na Record, na voz de Elis Regina. Sandra de Sá também marcou presença ao cantar a canção “Ouça”.
 O segundo bloco a apresentadora Adriane recebeu o cantor Sérgio Reis. Ele falou sobre o início da carreira, quando gravou a música “Coração de Papel”, antigo sucesso da Jovem Guarda e deu uma palhinha para o público. Neste bloco, também lembrando a Jovem Guarda, foi exibido um depoimento exclusivo de Erasmo Carlos sobre os 50 anos da Record, e a canção “Minha fama de mal” foi interpretada por Kiko Zambianchi.

No terceiro bloco, ao lado de Nivaldo Prieto, Adriane Galisteu relembrou programas da história recente da Record, como Tom Brasileiro com Renato Teixeira, Raízes com Saulo Laranjeira, Isto  é Hollywood com Rubens Edwald Filho, Programa Osmar Santos, entre outros. O destaque ficou por conta do Coral Kadimiel, que cantou a canção “I Belive, I can Fly”.   

Uma das surpresas da noite foi o apresentador do “Especial Sertanejo”, Marcelo Costa, que entrou no teatro cantando o sucesso sertanejo “Saudades da Minha Terra”. Inteiramente dedicado a esse estilo musical, o quarto bloco lembrou a passagem de Inezita Barroso, Geraldo Meirelles, Tinoco e Renato Teixeira pela emissora. Para homenagear essas grandes estrelas, a Família Lima interpretou o clássico “Luar do Sertão” e Daniel cantou “Amizade Sincera”.

O quinto especial também fez uma grande homenagem ao cantor e compositor Chico Buarque. Os festivais da música foram mais uma vez lembrados e, nesta edição, o programa contou com a participação do MPB4 e Quarteto em Cy. No último bloco, os grupos subiram juntos ao palco para cantar “Noite dos Mascarados”. No programa, o conjunto MPB4 também cantou “Roda Viva” e o Quarteto em Cy “Pedro Pedreiro” – outras composições de Chico Buarque.   

No quinto e último bloco do show, o convidado de honra foi o comediante Renato Aragão, que começou a fazer sucesso na TV depois de estrear o programa “Os Insociáveis” na Record, na década de 70. Renato Aragão contou curiosidades sobre essa época e revelou que foi muito criticado antes de ser reconhecido por fazer humor de um jeito popular. O eterno trapalhão contou que os grandes incentivadores de seu trabalho sempre foram as crianças, inclusive sua atual esposa, que quando menina encontrou-o na rua durante uma gravação e o parabenizou.

O quinto Especial Record 50 anos contou ainda com uma grande surpresa no final. A presença de Elis Regina no palco do teatro. Por meio de um moderno efeito de computação gráfica, poderemos vislumbrar o milagre de ver a querida “pimentinha” cantando “Upa Neguinho”, num momento que promete emocionar a todos.

E não perca, no dia 27 de setembro a Record exibe mais um especial com os melhores momentos dos cinco shows comemorativos ao cinqüentenário da emissora.






Deixe uma resposta