A correria do dia-a-dia impede refeições balanceadas, em casa, com a família. E exige comidas rápidas, práticas e compradas. O Repórter Record desta segunda-feira (20/08) pergunta: “O que você come?”

Barraquinhas de rua, tabuleiros de comida, queijo coalho, salgadinhos, restaurantes de R$ 1, cachorro quente, churrasquinho grego. Na companhia de um infectologista, os repórteres do programa ajudam a responder essa pergunta.

Quais os cuidados a serem tomados? Os procedimentos de higiene? Especialistas aconselham e alertam sobre esse novo estilo de alimentação.

Uma pizza de portuguesa com palmito pode tirar a vida de uma pessoa. O caso de uma mulher que quase morreu de botulismo e depois de anos ainda sofre com seqüelas. E o menino de apenas doze anos que ficou dois meses na UTI e voltou a andar no dia em que a equipe do Repórter Record foi visitá-lo.

Na hora da compra, como escolher frutos do mar. O alerta para os ovos. Eles podem gerar uma doença chamada salmonela. Uma mulher que se graduou em microbiologia após ter quase morrido por comer um pedaço de bolo de casamento.

Obesidade e maus hábitos alimentares. Uma família de gordinhos ganha R$ 200 em compras de supermercado. Salgadinhos? Bolo? Bacon? Carne gordurosa? Nada disso! A partir dessa compra, eles vão passar a comer beterraba, alface, peito de frango e frutas! A mudança na geladeira e um jantar para lá de saudável.

Denúncia. Com uma câmera escondida, a equipe do Repórter Record entra em uma empresa que vende alimentos higienizados, ou seja, prontos para o consumo, e constata que o armazenamento desses produtos é totalmente inadequado.

Na Bahia, o famoso – e muitas vezes perigoso – acarajé. A doença de chagas. Os riscos da auto-medicação em caso de infecção alimentar. E uma mulher que não come na rua nunca, leva sua marmitinha saudável para todos os lugares que vai… até no forró!

O Repórter Record vai ao ar às 23 horas, logo após a novela Vidas Opostas.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here