Uma antiga lenda conta que, no século XII, os chineses encontraram uma saída simples e genial para enfraquecer as tropas de um guerreiro chamado Khan, que dominava grande parte da China. Para reconquistar seu próprio território, os chineses desenvolveram uma estratégia de guerra, que precisava ser transmitida secretamente aos generais de inúmeros exércitos espalhados pelo país. A saída foi colocar as mensagens dentro de bolos, que tinham um formato meia-lua e eram detestados pelos homens de Khan. De acordo com a história, o feito deu certo e a China conseguiu sua autonomia. Para comemorar essa vitória, todos os anos os chineses trocam mensagens de felicitações dentro de bolos, que hoje se transformaram em biscoitos da sorte. Assim como o biscoito chinês que traz uma mensagem de sorte no seu interior, ‘Negócio da China’ vai mexer com o destino de seus personagens, fazendo com que o telespectador assista a uma novela ágil, leve e colorida, com muito amor e muita aventura. As tramas, que falam, principalmente, dos relacionamentos pessoais entre homens e mulheres e pais e filhos, estão sendo trabalhadas com bastante humor e irreverência. Aliás, esse universo cômico e transgressor é uma das características de Miguel Falabella, autor da novela que ocupará a faixa das 18h a partir de 06 de outubro, que, neste trabalho, conta com a colaboração de Flávio Marinho e Antonia Pellegrino. ‘Negócio da China’ tem direção de núcleo de Roberto Talma, direção geral de Mauro Mendonça Filho e direção de Flavia Lacerda e Tande Bressane. A novela é contada nos dias de hoje e lança mão de romantismo e ação, com cenas de kung fu e uma grande corrida do ouro, que tem início a partir de um roubo bilionário. Em ‘Negócio da China, o autor também trata das relações emocionais entre os personagens, relações que, em muitos casos envolve amor, mas um amor tortuoso e sofrido. Outro tema importante da trama é a paternidade. “Acho que esta é uma novela em que várias pessoas estão em busca de seus verdadeiros pais. Por outro lado, vamos encontrar vários exemplos de mulheres fortes, que tiveram que tomar as rédeas da própria vida”, explica Miguel Falabella.

’Negócio da China’ será quase que totalmente ambientada num bairro carioca tipicamente suburbano, o Parque das Nações. É lá que vive a família Moreira, dona da padaria Panificação Nossa Senhora Desatadora dos Nós. A academia de kung fu Terra do Meio, o armarinho A Rosa Graxa e o decadente restaurante mexicano El Chaparrito também estão localizados nesta região.

Ora, pois, pois! Belarmino Moreira (Joaquim Monchique) e sua mulher, Carminda (Carla Andrino), moram no Brasil há anos. Os filhos, Celeste (Juliana Didone) e Tozé (Dudu Pelizzari), são brasileiros, mas convivem com o conservadorismo e as tradições de Lisboa. A família consegue, como resultado de muito trabalho, ter seu próprio negócio, a Panificadora Nossa Senhora Desatadora dos Nós. A padaria dos Moreira vive cheia e barulhenta. Belarmino acompanha de pertinho o trabalho de seus empregados. Pão duro e brigão, o português não gosta de piadas sobre sua sovinice. A chegada da irmã Aurora e do sobrinho João dá um novo rumo aos negócios. O jovem é um padeiro excepcional. Além disso, faz doces portugueses como ninguém e, por ser muito bonito, vai atrair a clientela feminina do bairro. Mesmo vivendo com a mulher no sobrado em cima da padaria, Belarmino não consegue resistir aos encantos de Semíramis (Zezé Barbosa). Ela é uma das empregadas da padaria e morre de medo de ser descoberta por Carminda. Como sabe que seu patrão é louco por ela, sempre que pode Semíramis faz Belarmino de gato e sapato.

Um roubo do outro lado do mundo
Será mesmo que a oportunidade faz o ladrão? O chinês Liu (Jui Huang) não deixou escapar a oportunidade de roubar um bilhão de dólares de um cassino chinês. Para fugir com toda essa fortuna sem deixar rastros, Liu guardou as informações sobre todo o dinheiro num pen drive, pegando carona na modernidade que é capaz de transformar em virtual qualquer coisa que possa ser colocada em nossas mãos. Mas engana-se quem pensa que pode desviar uma quantia tão grande de dinheiro sem ser descoberto. É exatamente o que acontece com Liu e esse “negócio da china”. Na mira da máfia chinesa, o ladrão, que esconde vários segredos – como o fato de ser um exímio lutador de kung fu -, foge pelas ruas de Macau e Hong Kong para salvar a própria vida. Liu vai parar em Lisboa. Ele carrega consigo o pen drive, que traz a imagem de um dragão chinês e se assemelha a um pingente qualquer. No aeroporto, sem saber exatamente para onde ir em segurança, conhece os portugueses D. Aurora (Maria Vieira) e João (Ricardo Pereira). Mãe e filho estão de malas prontas e passagem na mão para viajar para o Brasil. O chinês troca algumas palavras com D. Aurora, tempo suficiente para que a generosa senhora portuguesa convide Liu para uma visita à casa de sua família no Rio de Janeiro, para onde está se mudando. Pouco antes do embarque de João e sua mãe, Liu decide, num ato desesperado, esconder o pen drive na bolsa de D. Aurora.
 
Romance
Heitor (Fabio Assunção) e Lívia (Grazi Massafera) se amam verdadeiramente, mas esse sentimento não é suficiente para fazer com que eles consigam viver juntos. O casal enfrenta o dia-a-dia de uma relação conturbada, paradoxalmente baseada num forte amor. Heitor é um homem apaixonado, que sabe o que quer. Ao mesmo tempo, é um menino que ainda não saiu da barra da saia da mãe protetora, a Luli Maria (Eliana Rocha). Já Lívia é uma jovem que consegue, ao mesmo tempo, manter o romantismo e ser batalhadora, forte e decidida. Lívia e Heitor se casaram muito jovens, graças a uma gravidez não planejada. O relacionamento se desfez ao longo do tempo, até Lívia decidir tentar recomeçar a vida longe de Heitor. Ela parte para Portugal, para aproveitar uma oferta de trabalho que, em princípio, era bastante atraente. Mas os planos não dão certo. Motivada ainda pela saudade do filho – que ficou no Brasil com sua mãe, Suzete (Yoná Magalhães) -, Lívia decide voltar para o Rio de Janeiro. Ainda no aeroporto de Lisboa, Lívia conhece João (Ricardo Pereira). Na hora em que os olhares deles se cruzam, João se encanta. Assim como fez Lívia, João deixa seu país para tentar uma vida melhor, num lugar que ofereça boas oportunidades de trabalho. Esse lugar é o Brasil, mais especificamente o Rio de Janeiro. O destino dá uma ajuda a João. Além de embarcarem no mesmo vôo, o português vai para o mesmo destino que Lívia, o bairro do subúrbio Parque das Nações.

Segredo

Jovem, feliz e muito amado pela família. Assim é Diego (Thiago Fragoso), filho de Júlia (Natália do Vale) e Ernesto (Antônio Fagundes), e neto de Augusta (Nathalia Timberg). Mas a vida deste jovem advogado passa por um verdadeiro turbilhão logo no começo da trama. Diego perde o pai e descobre que não era filho biológico de Ernesto. Júlia e Ernesto, um casal de médicos, casaram-se apaixonados, mas logo descobriram que não podiam ter filhos, pois Ernesto era estéril. A saída foi recorrer a um banco de sêmen e fazer uma inseminação artificial, um procedimento bem-sucedido, mas que permaneceu em segredo até a morte de Ernesto. Assustado com esse novo mundo que se abre diante de seus olhos, Diego decide ir em busca do pai. É claro que Júlia, inicialmente, não gosta da idéia, pois não quer que seu filho se machuque. Diego acaba convencendo a mãe de que precisa saber quem é seu pai para, então, se conhecer de verdade. Juntos, mãe e filho descobrem que as respostas que Diego procura podem estar na cidade de São Paulo. E é para a capital paulista que Diego decide ir. Esta decisão recebe o apoio da tia, Denise (Luciana Braga). Ela e a irmã têm um relacionamento bastante conturbado, com muitos desentendimentos. Denise nunca conseguiu ter a vida de Júlia. Amargurada com suas próprias escolhas, ela mantém um longo relacionamento com um homem casado, que não dá nenhum sinal de que um dia abrirá mão desta vida dupla. Esse homem é Mauro (Oscar Magrini), que vive em São Paulo com a família, a mulher Joelma (Vera Zimmermann) e a filha Antonella (Fernanda de Freitas). Uma grande coincidência do destino aproximará Antonella e Diego, em São Paulo. A jovem, que também é advogada, trabalha com o pai no escritório Fontanera. Ela será uma grande companheira para Diego na busca por seu pai. No fundo, Antonella quer ser bem mais do que uma simples amiga. Ela só não sabe como conquistar seu coração, que já tem dona, a bela Celeste (Juliana Didone), filha dos portugueses Belarmino (Joaquim Monchique) e Carminha (Carla Andrino).

O Mundo de Adriano
Em São Paulo, à frente do escritório de advocacia Fontanera, está Adriano (Herson Capri). Filho de Evandro (Francisco Cuoco) e irmão de Matilde (Bia Nunnes), o rico advogado não conseguiu dar ao pai o tão sonhado herdeiro da família. Adriano já foi casado com Abigail (Xuxa Lopes) e, apesar do relacionamento amoroso não ter dado certo, o casal ainda continua amigo. Adriano precisa driblar, freqüentemente, as investidas de Abigail. Ela não aceita viver longe do ex-marido e pretende fazer de tudo para lhe dar um filho. Matilde, a pobre menina rica, também não é feliz no amor. Ela sequer se casou, embora ainda mantenha um forte sentimento, que nasceu na juventude, por Mauro (Oscar Magrini), grande amigo e sócio de Adriano. Mauro e Adriano são amigos desde a infância. Há 18, anos eles participaram juntos de um trote na faculdade de Direito e fizeram uma doação de sêmen à clínica de inseminação artificial. A “brincadeira” nunca saiu da cabeça de Adriano, que sempre considerou a possibilidade de ter um filho “perdido” no mundo.

O inimigo externo
Localizada no Parque das Nações, a academia Terra do Meio atrai os amantes de kung fu do subúrbio carioca. Flor de Lys (Bruna Marquezine) e Diego (Thiago Fragoso) são excelentes lutadores desta arte oriental e passam por treinamentos com a lutadora Suyan (Luciana Mizutani), professora e dona da academia. Tozé (Dudu Pelizzari), Heraldinho (Raoni Carneiro), Tamuz (Ernesto Xavier) e Jasão (Elder Gatelli) também se reúnem na academia para as aulas. O grupo de amigos não imagina o que está por vir. Com a chegada dos chineses ao Brasil, seguindo o rastro do pen drive – que passa de mão em mão -, os lutadores precisam colocar em prática todo o aprendizado de lutas marciais.
 
Humor
Lausane (Josie Antello), Aldira (Débora Olivieri) e Lucivone (Maria Gladys) são três amigas inseparáveis. Lausane é atendente da academia de kung fu Terra do Meio. Aldira e Lucivone trabalham juntas na loja A Rosa Graxa, cuja dona é Luli Maria (Eliana Rocha), mãe de Heitor (Fábio Assunção). O trio está quase sempre vestido com as mesmas roupas e os mesmos acessórios, que têm como marcas registradas as cores fortes e misturas. Essas “meninas” são muito ligadas ao mundo fashion e têm um estilista favorito, o Toninho de Iguaçu. Mas a preocupação de Lausane, Aldira e Lucivone não é apenas com a moda. Elas também sonham em arrumar um bom partido e cada uma delas tem um príncipe encantado em seus sonhos. Divertidas, alegres, espontâneas e coloridas, as amigas fazem parte do núcleo cômico da novela, que conta com o reforço de Isidoro (Nil Neves), funcionário da Panificadora Nossa Senhora Desatadora dos Nós e muitíssimo amigo de Aldira.

Música
O El Chaparrito, uma decadente casa mexicana de espetáculos, esconde sonhos e frustrações. Maralanis (Leona Cavalli), além de dona do bar, também é a estrela da casa. O único problema é que sua vaidade impede que ela perceba que não tem o menor talento para ser uma artista. A cantora não consegue enxergar nada além do próprio umbigo e desperdiça os talentos que estão ao lado. Os cozinheiros e garçons do El Chaparrito são músicos maravilhosos, mas infelizmente não conseguem mostrar o que são capazes de fazer no palco. Tudo o que Zuleika (Izabella Bicalho), Zé Boneco (Frederico Reuter), Dalva (Cláudia Netto) e Odilon (Sandro Christopher) desejam é uma chance, para apresentar uma canção que seja. Mas Maralanis não deixa de fazer seus shows numa noite sequer e os sonhos de seus empregados ficam escondidos sob temperos, pratos e talheres. Maralanis é mãe de Flor de Lys (Bruna Marquezine) e do bebê Edmarzinho. Ela herda o El Chaparrito do marido, Edmar (Ney Latorraca), após seu desaparecimento num acidente aéreo. Na verdade, Edmar passa três anos seqüestrado pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Ele não é o pai de nenhum dos seus filhos. Quando conheceu Edmar, Maralanis já era mãe de Flor de Lys, mas a menina sempre foi tratada como se fosse realmente filha de seu marido. Apesar das esperanças de Maralanis em ter o marido de volta, ela acaba se envolvendo com Alaor (Jandir Ferrari), um dos empregados do El Chaparrito. Deste relacionamento, que Maralanis pensa ser secreto, nasce Edmarzinho. Nem a chegada do bebê faz com que a cantora assuma seu relacionamento com Alaor, com quem mantém encontros escondidos no meio da noite, até receber a notícia de que Edmar está vivo e pretende voltar para casa.

Efeitos visuais e especiais
Os atores do núcleo kung fu estão praticando há quase três meses. Além das aulas básicas sobre esta modalidade de luta oriental, o coreógrafo Dani-Hu está ajudando a dar forma às lutas que acontecem ao longo da trama. Essa preparação é feita em parceria com a equipe de efeitos especiais e visuais, responsável por dar veracidade aos combates. De acordo com Wilson Aquino, responsável pelo trabalho desta área, a personagem Flor de Lys, vivida por Bruna Marquezine, receberá um cuidado bastante especial. A menina, que tem forte ligação com a cultura oriental, se tornará uma excelente lutadora de kung fu e em seu dia-a-dia fará saltos, levitações e movimentos acrobáticos. Nos objetos das cenas de ação, como vidros, mesas, copos, garrafas e espelhos, são utilizadas tecnologias desenvolvidas pela própria TV Globo. O resultado deste trabalho pode ser conferido principalmente nas passagens da academia Terra do Meio e no embate com os lutadores da máfia chinesa.

Aventura
Gravações em Portugal e na China
A equipe de ’Negócio da China’ esteve em Portugal, na cidade de Lisboa, e na China, nas cidades de Macau e Hong Kong para gravar as primeiras cenas da novela. Foram feitas seqüências de ação e aventura, que mostram a fuga de Liu (Jui Huang) após o roubo em um cassino de Macau. As cenas de luta, que contam com vários saltos, vôos e efeitos especiais, ganharam o reforço de atores e dublês chineses. Vários profissionais foram contratados na China para dar ainda mais realismo às situações de ação e combates coreografados, com a supervisão do coreógrafo Dani-Hu. Em uma das seqüências, Liu luta com mais de 30 chineses e seus movimentos lembram filmes chineses de lutas orientais tradicionais.

A criação do cassino de Macau – onde acontece o roubo de um bilhão de dólares e um show de Ney Matogrosso, que faz parte também da abertura da novela – recebeu tratamento especial. A construção do cenário foi feita por uma equipe, chefiada por Mauro Monteiro, diferente do time que trabalha em ‘Negócio da China’.

Bastidores
Figurino e Caracterização
O ponto de partida para os trabalhos de figurino e caracterização dos personagens foi a ficha completa de cada personagem, passada pelo autor e pelos diretores. Miguel Falabella, que tem formação teatral, sabia exatamente o que queria e isso facilitou o trabalho de composição do visual de cada núcleo. A figurinista Sônia Soares, cuja antiga parceria profissional com Miguel Falabella se estende a outros trabalhos como o programa ‘Toma Lá Dá Cá’, se dedicou a pesquisar os diferentes universos retratados na novela. Sônia esteve em Portugal e na China para conhecer de perto quem são e como vivem os chineses e portugueses que estarão na novela e para fazer compras de roupas, tecidos e acessórios. Sônia lembra que ela e sua equipe, formada por 15 profissionais, leram livros e assistiram a filmes como “O Tigre e o Dragão” e “O Clã das Adagas Voadoras” para pensar nas roupas de personagens como Flor de Lys (Bruna Marquezine) e Suyan (Luciana Mizutani). Flor de Lys tem seus looks inspirados em mangá e vai apresentar uma grande combinação de cores e estampas, com referências orientais.

Segundo a figurinista, vários uniformes usados na academia de kung fu vieram da China, onde também foram compradas sedas para compor o visual de várias personagens femininas. Suyan é como uma deusa chinesa e suas referências são as heroínas da China. Ela fará várias cenas de luta e ficará suspensa por cabos. Seus cabelos longos terão bastante movimento durante os embates. Sem nenhum talento para a música, a cantora Maralanis, vivida por Leona Cavalli, é extremamente vaidosa. Por isso, ela usará muitas roupas com estampas misturadas e um tanto extravagantes, com direito a cintos espalhafatosos, meias coloridas e muitos bordados. O seu visual tem um leve toque de Julia Roberts no filme “Erin Brockovich”. Apesar do exagero em suas composições, ela é extremamente sensual. Marcelo Dias e Melissa Paladino são os supervisores da equipe de caracterização.

Além das idéias do autor, a dupla conta que muitos atores levam contribuições para seus personagens. “Thiago Fragoso trouxe uma referência muito boa para compor o Diego. Ele sugeriu que nos baseássemos em Ewan McGregor. A idéia deu muito certo e conseguimos criar o Diego da maneira como Falabella estava imaginando”, conta Marcelo. Para dar vida ao trio Lausane (Josei Antello), Aldira (Débora Olivieri) e Lucivone (Maria Gladys), os caracterizadores pensaram em filmes de Almodóvar e outros títulos como “As Bruxas de Eastwick”. As amigas andam bem parecidas, pois sempre tentam copiar o look uma da outra. São modelos de roupas, brincos e bolsas iguais, que se diferem apenas na cor. Elas fazem compras em camelôs e estão sempre ligadas nas últimas novidades do mundo fashion. Lausane, por exemplo, copia as maquiagens que vê pela frente. Ela usa delineadores chamativos e sombras azuis. A equipe de figurino criou uma grife, Toninho do Iguaçu, para ser a favorita das personagens. Marcelo conta ainda que o desafio da caracterização é criar figuras diferentes e reais, mesmo que elas transitem por núcleos cômicos. De acordo com ele, não há caricaturas na novela, que se passa nos dias de hoje. É o que acontece com Semíramis, papel de Zezé Barbosa. Ela é uma fogosa atendente de padaria, que tem um romance com o patrão. Ela gosta de seduzi-lo e usa roupas atraentes, o que faz com que o português Belarmino (Joaquim Monchique) não consiga resistir à tentação. As peruas paulistanas Abigail (Xuxa Lopes) e Joelma (Vera Zimmermann) também são pessoas que podem ser encontradas facilmente pelas ruas.

No núcleo português, D. Aurora (Maria Viera) é quem mais se assemelha às senhoras do interior de Portugal. “Ela é uma daquelas velhinhas que vai a enterros”, brinca Marcelo. Com vestidos pretos e redes no cabelo, será sempre desta maneira que o público verá D. Aurora.

Edmar (Ney Latorraca), que passou três anos seqüestrado pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), chega na história com barba e cabelos longos. Edmar reassumirá a direção do El Chaparrito, a casa de shows onde sua mulher, Maralanis, se apresenta como cantora, e, nesta fase, ele manterá o cabelo assumidamente tingido e seu visual será bem cafona.

O triângulo amoroso formado por Heitor (Fábio Assunção), Lívia (Grazi Massafera) e João (Ricardo Pereira) terá características bem específicas em seu figurino. Lívia, mesmo trabalhadora e forte, é romântica. Suas roupas são simples e claras. Heitor é um bom homem e extremamente apaixonado. Ele veste roupas comuns, sem excessos. Já João, o extremo oposto de Heitor, é mais bruto e sensual, como o personagem de Nicolas Cage no filme Feitiço da Lua. “Ele vive com a barba por fazer e não tem um visual ‘arrumadinho’. A pele bronzeada pelo sol é uma de suas marcas”, diz Marcelo.

Cenografia e Produção de Arte
O trabalho de cenografia e o de produção de arte andam sempre de mãos dadas numa novela. Em ‘Negócio da China’, Eliane Heringer, José Cláudio Ferreira dos Santos e Eliane Takar assinam a cenografia. Eles lideram uma equipe formada por 11 assistentes e são responsáveis pela produção de mais de 40 cenários, além da cidade cenográfica, inspirada no bairro carioca do Grajaú.

“A novela é um grande almanaque, porque a gente encontra de tudo na trama”, ressalta José Cláudio. O cenógrafo conta que, de acordo com a orientação do diretor geral, Mauro Mendonça Filho, mesmos nos cenários que não estão relacionados diretamente com a China, o telespectador vai encontrar referências à cultura oriental, seja uma luminária, um bibelô ou um desenho na parede.

O hospital da Medalha Milagrosa, onde Júlia (Natália do Vale) trabalha, é o ambiente mais realista. Para criar as instalações, a equipe da cenografia passou um dia inteiro dentro de um hospital no Rio de Janeiro. “Precisávamos ver como um hospital funciona… Não somos médicos e precisávamos conhecer bem este universo”, informa José Cláudio.

A cidade cenográfica, construída em torno de uma fictícia praça arborizada, ocupa uma área de quase 8 mil metros quadrados. Foram 45 dias de construção para deixar o Parque das Nações com o ambiente parecido ao do Grajaú, no Rio de Janeiro.

Um dos cenários mais divertidos da novela é o quarto de Flor de Lys (Bruna Marquezine). O ambiente tem as mesmas características da menina, que é apaixonada por tudo o que vem do mundo oriental. Já o El Chaparrito, uma pequena casa noturna mexicana, reúne vários objetos velhos de decoração. No início da novela, o El Chaparrito está bagunçado, velho e sem muitos sinais de recuperação. Mas ele passará por uma grande modificação ao longo da trama e se tornará um lugar agradável, onde haverá muita música brasileira. A padaria de ‘Negócio da China‘ foi criada a partir de pesquisa de campo, que resultou numa colagem de referências de vários tipos de panificadoras.

Moa Batsow está à frente da área de produção de arte. Ele conta que o elenco de ‘Negócio da China’ está colocando a mão na massa – “uns literalmente!” – para se preparar para a novela. O núcleo dos atores portugueses – Carla Andrino, Ricardo Pereira, Joaquim Monchique e Maria Vieira – passou por um curso “intensivo” de panificação e aprendeu a fazer doces portugueses com um chef de cozinha especializado no assunto.

A atriz Leona Cavalli, a Maralanis, retomou aulas de canto para viver a personagem. Para integrar o núcleo do kung-fu, Thiago Fragoso e Raoni Carneiro começaram a treinar a luta marcial dois meses antes de as gravações começarem. Alguns atores, como Natália do Vale e Rodrigo Mendonça, que são médicos na trama, passaram por um treinamento com médicos de verdade. Além disso, Rodrigo, que vai viver um especialista em diagnóstico, assistiu a todas as temporadas do seriado americano “House.
 
Trilha sonora
Além da trilha sonora com os temas dos personagens, que conta com músicas de Jorge Vercillo, Seu Jorge, Gal Costa, Tim Maia, Sérgio Mendes e Gabriel O Pensador, a novela vai apresentar diversas canções ao longo da trama. A canção de Flor de Lyz (Bruna Marquezine) será chinesa, cantada pelo grupo The Flowers.

O El Chaparrito, que reúne atores que também têm carreiras como cantores, será um ambiente bastante sonoro. Apesar de mexicano, o bar será uma referência de MPB, com um repertório eclético e popular. A personagem de Leona Cavalli apresentará shows, principalmente de bolero. Maralanis, que não tem muito talento para ser uma estrela dos palcos, se esforçará para tentar cantar músicas de Chico Buarque e Gonzaguinha (Explode Coração), entre outras.

Os verdadeiros cantores da novela são os cozinheiros Dalva (Cláudia Netto) e Odilon (Sandro Christopher), os garçons Zé Boneco (Frederico Reuter) e Zuleika (Izabella Bicalho) e o jovem Heraldinho (Raoni Carneiro). O casal Dalva e Odilon apresentará trechos de hits conhecidos e um dos exemplos é “Como Vai Você”, de Roberto Carlos.

Já Zuleika interpretará canções como “Naquela Mesa”, conhecida na voz de Nelson Gonçalves. E Heraldinho, que além de cantar tocará violão em rodas de bar, seguirá a linha de “Nervos de Aço”, sucesso de Lupicínio Rodrigues gravado por cantores como Leonardo.
 
Negócio da China estréia nesta segunda-feira, dia 06.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here