Roberto mostra para Joana a nota no jornal que fala do casamento de Miguel com Erínia. Joana diz que a notícia não lhe diz respeito e Roberto se arrepende de ter-lhe mostrado o jornal. Preocupada com Boris, Isis não dá a mínima para a foto de Erínia no jornal. Miguel também lê a nota e vê a foto da noiva sem o menor entusiasmo. Nogueira diz a Helio que negarão com firmeza que estiveram na casa de Angra e que desconhecem quem é o italiano. Carmo e Silvio ficam surpresos com o nível de luxo e com a coleção de pinturas legítimas na casa. Chegam na porta crivada de balas, se identificam para Boris que pede para não atirarem, pois abrirá a porta. A dupla de policiais fica chocada com o estado de Boris, que explica que foi torturado por Nogueira e Hélio. Roberto encontra Carmem passando roupas no lugar de Lucília, que viajou para o interior de Minas Gerais para visitar uma parenta doente. Ao fiscalizar a montagem do ringue para as lutas, Jacson revela aos comparsas sua preocupação com o excesso de calma, pois sabe que os inimigos não se conformam por terem perdido o controle do morro. Jacson desconfia que há um X9 no morro e que os inimigos só estão aguardando uma dica deste para atacarem o Torto. Vanda, a namorada de Sovaco, escuta uma conversa entre Pavio, caranguejo e Pé de Pato, combinando de matar Sovaco, porque ele está demorando de resolver o ataque ao Torto. Pavio diz que é melhor aguardarem Sovaco fazer o contato com Jacson e lá no Torto matarão os dois. Vanda sai apavorada sem ser percebida pelos bandidos. Nogueira ancora a lancha num lugar diferente de onde saiu, diz a Helio ter certeza que Boris jamais irá depor contra ele, pois está foragido da justiça, e que tomará um chá de sumiço. E manda que Hélio apague as impressões digitais deles na lancha, dizendo que as que ficaram carimbadas na casa, ele resolve.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here