Mia, Isabel e Raquel papeiam num bar do Leblon quando súbito desce de um táxi uma mulher transfigurada, cheia de hematomas e escoriações no rosto e no corpo. Elas obviamente se chocam, não só pela figura, mas porque trata-se de alguém conhecido: Renata. Rapidamente, elas levam a namorada de Miguel para casa. E a reação de Ingrid e Tereza é a mesma. Todos estão chocados. O que teria sido?

Isabel, que não em papas na língua, sintetiza: “O de sempre”. Leia-se: bebeu todas e se deu mal. Renata atalha: “Escorreguei, foi isso”. E emenda dizendo que bebeu pouquíssimo: “Era uma comemoração e tinha de brindar com meus colegas”. Mas o cheiro que exala não nega. Bebeu bastante e, apesar de não ser nada muito grave, machucou-se.

Miguel é chamado às pressas e vem com a maior boa vontade ajudar. Ingrid vê a cena e fica penalizada. Que cruz que esse rapaz carrega! E com que abnegação! Na hora, não recrimina a namorada, mas com delicadeza e sensibilidade, conversa com ela, aconselha. E com uma toalha vai limpando seus ferimentos.

Depois, chorando, a mãe vai abraçar-se a Miguel: “Não sei se choro mais por ela ou mais por você”.

A cena deve ser exibida na quarta-feira, dia 21.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here