A Dona do Pedaço - Kim (Globo/Victor Pollak)
A Dona do Pedaço – Kim (Globo/Victor Pollak)

Em A Dona do Pedaço, a indecisão de Márcio (Andre Di Rizzi) vai colocá-lo para escanteio. Todo mundo sabe que o maior sonho de Kim (Monica Iozzi), que chegou a fazer um casamento surpresa para Márcio (André Di Rizzi), sem sucesso, é subir ao altar. Apesar de continuar jurando que o contador é o homem de sua vida, a loira  não resiste  às investidas de Paixão (Duda Nagle) e acaba transando com o lutador. Só que quando  Márcio decide fazer o pedido de casamento,  vai flagrar a namorada com o lutador, pelados e no maior amasso.

“Kim”, se surpreenderá Márcio. “Eu posso explicar”, garante a assessora. “Vai me dizer que estava tomando aulas de boxe? Eu já desconfiava, Kim… já vi esse sujeito dar em cima de você. Eu lembro do cartão daquela caixa de chocolates… P de Paixão”, lembra.  “Márcio, eu tive… eu tive um lapso mental, não lembro o que aconteceu… perdi a consciência, de repente acordei, estava aqui com ele”, tenta disfarçar a loira.

Paixão vai reclamar da desculpa da assessora. “Pera aí, não me bota pra baixo não. Cê tava bem acordada. Eu não te fiz feliz?”, questiona. “Paixão, se veste, é melhor ir embora e conversamos depois. Deixa achar sua cueca, pronto, pode pegar…”, exige Kim. O rapaz concorda e a loira diz que precisa ter uma conversa civilizada com o, até então, namorado. “Conversa civilizada? Kim, eu sempre fugi de casamento, gostava da Sílvia, mas ia levando. Aí você começou a martelar que queria casar, e eu pensei, não quero perder a Kim. A gente discutiu, eu corri da raia, mas depois conversei com um amigo e pensei. Por que não casar? A gente praticamente vive junto, então, eu respirei fundo, tomei coragem. Lembrei que você gosta de tudo direitinho, gosta de grandes gestos. Flores, comprei flores”, diz o contador choroso.

Kim se emociona. “Eu adoro flores. Se veste, Paixão, estou tendo uma conversa séria com o Márcio e você está a mais..”, diz a loira. “Já tou me vestindo, é que minhas roupas tão espalhadas… Ah… achei minha meia…”, diz Paixão meio enrolado. “Desculpa, Márcio… você estava falando de flores e eu sou extremamente sensível a flores”, diz a assessora. “Quer que eu dê um nocaute nesse sujeito, Kim?”, sugere Paixão. “Vem, que quebro essa garrafa na tua cara”, ameaça Márcio. “Briga não. Paixão, calma. Todo mundo aqui sabe que você luta bem, não precisa demonstrar em todo momento de crise. Márcio, você falava de flores”, continua Kim.

Márcio continua justificando.  “Eu comprei e gostei de comprar flores pra você. Me senti romântico. E vim… vim te pedir em casamento.”Eu aceito, eu aceito”, se apressa a loira. “Mas eu não pedi em casamento”, conserta o contador. “Não pediu?”, diz, Kim surpresa. “Pera aí. Não humilha ela não”, se intromete Paixão. “Não humilhou. Só achei que era um pedido de casamento”, afirma a loira. “Olha pra mim, vê se sou maluco. Eu te encontro com outro, pelado na cama. Kim, nem quero ouvir a sua explicação. Eu só disse que comprei as flores pra ser romântico. E me arrependi. Mas tive sorte, sabe….  Eu nunca casaria com uma safada que me trai…”, acusa.

Paixão defende a amante. “Não chama ela de safada”, afirma o lutador. “Stop! Pare, Paixão, não brigue. Márcio…”, diz Kim. “Fica com ele se quiser. Estou fora”, diz Márcio, saindo de cena. Kim vai pra cima de Paixão “Viu o que você fez?”, acusa. “Eu não fiz nada. Nós fizemos”, lembra o lutador. “Eu queria casar, achava que o Márcio é o marido ideal. E ele é o marido ideal. Veio com flores… do jeito que eu sonhava… Você tinha que estar aqui?”, reclama a loira.

Mas o lutador vai logo encontrar uma solução para não ver a amada choramingando. “O problema é casamento?”, pergunta “Eu acho que já estou mais que na hora de casar”, confirma Kim. De joelhos, o lutador pega as flores que Márcio deixou e faz o pedido. “Casa comigo?”, pede.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here