Telmo conta a Maria que José vai ser liberado do quartel. Maria diz a Batistelli que precisa se comunicar com José. Batistelli afirma à guerrilheira que ela não pode colocar em risco a ação de “expropriação”. Coronel Santos aconselha José a manter distância do movimento guerrilheiro. Com sede de vingança, Violeta telefona para Filinto e o ameaça. Filinto afirma que ela é a própria Olivia. Ao sair do quartel, José recebe uma carta de um soldado. Ele reconhece a letra de Maria. Os guerrilheiros planejam a invasão do hospital. Marina está um pouco apreensiva, pois irá conhecer os pais de Marcela, que afirma que está disposta a assumir o romance entre a duas. Thiago leva flores para Lúcia. Ele afirma que parou de beber e quer a reconquistá-la. Lobo Guerra diz para Filinto colocar na cabeça de uma vez por todas que Violeta é a própria Olivia. Filinto está desconfiado de que alguém ajudou Olivia no hospital. Ele suspeita da enfermeira Julia. Marina fala a Marcela que não quer assumir o romance publicamente. José chega à mansão e reencontra Lobo Guerra. O general fala a José que ele não estava cumprindo com suas obrigações de militar. Lobo Guerra o acusa de ter ajudado a subversiva Maria e diz que ele pode ser expurgado do Exército. Na frente do pai, José conta a Ana que foi espancado e torturado por Filinto. Lobo Guerra fica furioso e expulsa José de casa.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here