TV Globo/J.L.Bulcão

Nesta terça-feira, dia 25, o projeto Criança Esperança da Rede Globo foi mais uma vez homenageado na abertura de assembléia da UNESCO, na sede da organização, em Paris. A campanha brasileira foi escolhida entre outras de todo o mundo para uma mostra permanente, que faz parte da 36ª Conferência Geral da Organização.

Duas instituições apoiadas pelo Criança Esperança estiveram no evento. Alunos da Orquestra de Cordas do AfroReggae e da Associação do Movimento de Compositores da Baixada Fluminense (AMC) se apresentaram para uma plateia formada por membros dos 193 países da UNESCO. Os dois grupos tocaram músicas populares brasileiras e clássicos internacionais.

Antes da apresentação, Luis Erlanger, diretor da Central Globo de Comunicação, fez um breve discurso sobre a relevância do Criança Esperança. “Além das milhares de crianças beneficiadas pelo projeto, a sua importância reside no fato de manter o país sempre atento às causas que envolvem os jovens. Esse grupo de músicos é apenas um exemplo do poder transformador da educação, arte e cultura, os verdadeiros valores do nosso trabalho”, declarou.

Sobre a exposição

A mostra tem caráter permanente. Composta por sete “ilhas”, com temas variados e que refletem a diversidade mundial, a exposição é apresentada de forma virtual por meio de equipamentos como tablets, monitores e telas, permitindo interatividade por parte dos visitantes.

Na ilha 7, chamada “Peace and Dialogue” (Paz e Diálogo, em português), os representantes dos países-membros da UNESCO podem conhecer o Criança Esperança, um dos mais importantes projetos de mobilização social do Brasil e um dos mais expressivos em âmbito mundial. Nela, o Programa apresenta a série “Minutos Criança Esperança”, um aplicativo para tablet com o mapa do Brasil – contendo um resumo de projetos apoiados em diferentes regiões do país, em benefício de crianças e jovens brasileiros em situação de vulnerabilidade social -, um documentário e entrevistas com beneficiários e participantes do programa, além dos shows dos dois grupos.

A Conferência Geral da UNESCO acontece a cada dois anos e reúne instituições e chefes de Estado do mundo todo. A partir desta edição, a exposição ocupa espaço permanente na sede da Organização e será aberta ao público durante todo o ano.

Sobre as instituições

– Associação do Movimento de Compositores da Baixada Fluminense (AMC) – a escola existe há 13 anos em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Atende atualmente 180 alunos. Esta será a primeira viagem ao exterior dos integrantes que vão se apresentar em Paris.

– Orquestra de Cordas AfroReggae – criada em 2006 como um projeto do Grupo Cultural AfroReggae, o “Acorda Lucas”. Começou com aulas de música clássica no Centro de Inteligência Coletiva Lorenzo Zanetti, em Parada de Lucas, que originou a orquestra. É formada por 25 crianças e jovens entre 6 e 30 anos de idade.

Sobre o Criança Esperança

O Criança Esperança, um projeto da Rede Globo em parceria com a UNESCO, tem como objetivo contribuir para a inclusão social no Brasil, além de chamar a atenção da opinião pública para a situação da infância e da juventude, expondo ao debate alguns dos principais problemas que atingem crianças, jovens e adolescentes. Todo ano, o projeto mobiliza os brasileiros para doarem recursos, que são aplicados em projetos sociais desenvolvidos em todo o Brasil. Em 2011, o Criança Esperança apoia 75 projetos, beneficiando 20 mil crianças e adolescentes.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here