Divulgação
Divulgação

O clima no complexo de teledramaturgia da Record no Rio de Janeiro, o Recnov, não é dos melhores e os seus funcionários não escondem mais essa preocupação. Mesmo com o início das gravações da nova novela, “Os Dez Mandamentos”, o ambiente é de total insegurança, porque não se sabe o que poderá acontecer no futuro próximo.

De acordo com a coluna de Flávio Ricco, esse temor triplicou após o anúncio de que “Escrava Mãe”, trama de época, será feita de maneira terceirizada, sob a responsabilidade da Casablanca, em São Paulo. Como se não bastasse, cortes de funcionários não param de acontecer no mesmo Recnov, nos seus mais diferentes setores.

Depois da demissão de Daniel Clabunde, que era diretor de Cenografia,  foi a vez de Marcos Pimentel, que era Gerente de produção de arte e também tinha agregado a função do Clabunde, ser dispensado. Agora, teme-se também que os produtores executivos sejam os próximos da lista. Todas essas mudanças são acompanhadas muito de perto por membros da Igreja Universal.






1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here