MSN

segunda-feira, 17 de junho de 2024

Repórter da Rede Globo chora ao vivo após entrevistar pai de vítima em Blumenau

O jornalista Felipe Sales não conteve a forte emoção advinda da entrevista do pai de uma das crianças assassinadas em Blumenau.

-

-

Henrique Furtado
Henrique Furtado
Venha fazer parte da nossa equipe de colaboradores! Saiba mais!
Felipe Sales
Felipe Sales – NSC TV/Rede Globo | Reprodução

O Brasil amanheceu abalado nesta quarta-feira, dia 05 de abril, por conta do atentado cometido por um homem contra uma creche na cidade de Blumenau, situada no estado de Santa Catarina. O criminoso, armado com uma machadinha, adentrou à instituição de ensino e desferiu golpes contra crianças aleatórias, provocando o óbito de quatro delas. Outras quatro foram encaminhadas a um hospital da região com ferimentos.

- Continua após o anúncio -

No início da tarde, o repórter Felipe Sales, que trabalha para a NSC TV, afiliada da Rede Globo na região Sul do Brasil, entrevistou o pai de uma das vítimas, chamado Bernardo. Após as declarações do familiar em meio à tragédia que abalou o país, o profissional de imprensa não foi capaz de suportar as lágrimas de emoção, desabando diante das câmeras.

Lore Improta faz reflexão sobre morte de crianças na creche de Blumenau: “revoltante”

Um dos momentos mais marcantes veio com o relato do genitor da vítima sobre a maneira como deixou a criança dentro da instituição antes de partir com destino ao trabalho. “Hoje ele chegou pela creche de manhã imitando um coelhinho. Eu e um amiguinho dele, a gente veio pulando de coelhinho. É isso, cara, fazer valer a penas todos os momentos”, foram as saudosas lembranças que vieram à mente do pai, visivelmente abalado.

- Continua após o anúncio -

Repórter da Globo chora em cobertura da tragédia em Blumenau

Ao término da entrevista, Felipe Sales se dirigiu à câmera e, com os olhos visivelmente marejados e a voz trêmula, desabou em lágrimas. O repórter não foi capaz de segurar a forte emoção e pediu uma pausa de alguns segundos aos telespectadores para que tivesse condições de se recompor e continuar com a divulgação das notícias locais.

Thaila Ayala comenta sobre tragédia em Blumenau: “prisão perpétua”

- Continua após o anúncio -

“Há pouco ele compartilhava a última lembrança que tem do filho, que foi hoje pela manhã… peço perdão. Quando ele estava se deslocando aqui pra creche imitando um coelhinho”, continuou o jornalista, antes que o link ao vivo chegasse ao fim.

- Continua após o anúncio -

Continue por dentro com a gente: Google Notícias , Telegram , Whatsapp

Henrique Furtado
Henrique Furtado
Venha fazer parte da nossa equipe de colaboradores! Saiba mais!