Vanderson, BBB – Reprodução/TV Globo

O BBB 19 começou na última terça-feira (15), mas as polêmicas com relação aos participantes do jogo vêm bem antes disso. Semana passada estourou a bomba que o acreano Vanderson teria batido na ex-namorada. A acusação veio dela.

Na última quarta-feira (16), o participante, que não sabe das denúncias e da campanha contra ele nas redes sociais, falou no programa que não terminou de forma amigável com a ex-namorada.

“A gente terminou e a pessoa aceitou, por orgulho. Mas, na verdade, não aceitou. Aí passou um tempão e ela começou a namorar um amigo meu. Eu achei o máximo, porque o cara era muito massa e ela também. Aí ele veio falar comigo e eu falei: ‘Vai na fé, vai ficar lindão vocês juntos'”, disse Vanderson em uma conversa com as participantes Hana e Rízia.

“Só que ela me mandava umas mensagens e ficava ligando. Aí um dia eu falei que se ela continuasse mandando mensagem, eu ia falar pro cara. Para com isso! Meu irmão, depois disso ela começou a espalhar um monte de coisa de mim, que eu era o maior monstro do universo”, justificou o acreano.

“Pra se defender da própria merda que ela estava fazendo”, respondeu Hana. “Mas vai que tu não é (um monstro)”, disse Rízia. “Não sou não, sou fofinho”, falou Vanderson.

O caso

A ex-namorada Maíra Menezes usou a rede social Facebook para postar um texto falando do namoro abusivo que teve e do absurdo que é o programa BBB colocar o agressor em rede nacional. Ela fez o desabafo após ver a escalação do ex e não citou Vanderson diretamente, mas depois alguns amigos comentaram a publicação e marcaram o brother. Vanderson Brito é biólogo e educador indígena do Acre.

Agressor de mulheres no BBB. Imagina você abrir seu celular cheio de mensagens de amigas perguntando como eu estava. O rosto do meu agressor estava por toda parte, por toda a internet. Meu Deus, só eu sei o que eu vivi. Típico relacionamento abusivo que terminou com uma agressão. Eu terminei ainda amando, mas sabia que ele ia me bater de novo. Na época, com 18/19 anos, não tive coragem de fazer a denúncia. Anos depois, todo esse sofrimento me fez amadurecer e me fez feminista. Eu não sou a única. Sofri muito na época porque ninguém acreditou em mim, mas a verdade aparece e esse ano é ano de OGUM!”, escreveu Maíra… Saiba mais!

Confira também:

BBB19: Prova de resistência vale imunidade – Acompanhe!



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here