Bruna Hamú em cena – Reprodução/Globo

De volta às telinhas após um período no qual dedicou-se exclusivamente a fase de nascimento do seu primeiro filho, Julhinho, fruto do romance com o empresário Diego Moregola, Bruna Hamú está chamando a atenção do público na pele de Joana, suposta filha de Maria da Paz, vivida brilhantemente por Juliana Paes em ‘A Dona do Pedaço’.

+ Otaviano Costa abre o jogo sobre relação ciumenta com Flávia Alessandra

+ Nicolas Prattes expõe confusão devido escalação para papel em ‘Éramos Seis’ e desabafa

+ Ex-âncora revela ‘golpe’ de William Bonner nos bastidores da Globo

Em entrevista concedida ao site da revista Quem, a global se mostra grata à produção da atual novela das nove, em especial a dupla Walcyr Carrasco e Amora Mautner, autor e diretora, respectivamente.

“Me sinto realizada de poder estar vivendo a Joana. Pimeiro pela oportunidade de voltar ao trabalho em uma novela do Walcyr Carrasco [autor] e da Amora Mautner [diretora] e por estar contracenando com tanta gente que sempre admirei. É uma honra e uma escola”, diz. “Estou aprendendo bastante com ela [Joana, sua personagem]. Me sinto feliz, evoluindo, crescendo e doando tudo o que tenho em mim para conseguir fazer o melhor que posso por ela”, acrescenta.

Em meio a inúmeros trabalhos, e com seus 29 anos, Bruna causa devido o seu corpo chapado e definido. A atriz faz questão que nunca chegou a fazer dieta, até ter começado a investir na carreira de modelo, bem no início. “Nunca tinha feito dieta. Nem entendia esse mundo, não sabia o que fazer. Já cheguei em Paris um pouco acima do peso porque engordei em Tóquio. Só que não me preocupava. Eles me mediam com fita métrica toda sexta-feira”, relembra.

Segundo ela, devido as grandes exigências, acabou desenvolvendo doença de distúrbio alimentar que complicou sua saúde. “Fui ficando cada vez mais sem vontade de estar ali. Morava com mais duas meninas, uma da Rússia e outra da Polônia. Uma delas já tinha tido anorexia nervosa e passava o dia inteiro me mostrando fotos dela e contando sobre o distúrbio alimentar. Isso foi entrando cada vez mais na minha cabeça, ela me contaminou”, conta.

“Não queria mais estar lá, mas descobri que não podia voltar por uma questão de passagem. Fui ficando cada vez pior e não podia comer. Em vez de não comer, comia mais. E fui engordando, engordando, engordando. Acho que engordei uns 10 quilos em Paris. E começou o negócio: ‘já que não posso comer, vou vomitar’. Porque a outra menina passava o dia inteiro no meu ouvido falando sobre essas coisas”, confessa, revelando que pediu ajuda da família para poder organizar as coisas e ‘colocar a cabeça no lugar’.

Veja também:

Bruna Hamú abre o coração e revela sobre planos de nova gravidez



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here