Carlos Alberto de Nóbrega (Foto - Reprodução SBT)
Carlos Alberto de Nóbrega (Foto – Reprodução SBT)

É realmente um feito inédito e raro o sucesso sem questionamentos do ‘A Praça é Nossa’. No ar nas telinhas há pouco mais de mais de 30 anos, o programa acumula sucessivas vitórias contra a Globo ao longo deste ano. Em julho, para se ter uma noção, o humorístico venceu todos os confrontos com o canal carioca.

Vencendo com frequência a reapresentação do episódios do ‘Lady Night’, de Tatá Werneck, além do ‘Jornal da Globo’, Carlos Alberto de Nóbrega, o líder, debocha, em entrevista ao portal UOL. “É chato falar, porque adoro ela, mas ela está dando 12 e eu já estou encostado”, conta. O apresentador garante que não sabe a fórmula para o sucesso que mete o terror na concorrência com sua atração que é um verdadeiro fenômeno fora da emissora da família Marinho.

“Se eu soubesse o segredo, estaria na Globo dirigindo a linha de shows”, brinca. O humorista ainda alega ficar de olhos nos números com frequência. “Eu fico feliz, mas não me surpreende. O programa é igual ao de um ano atrás, são praticamente os mesmos personagens. É que o público às vezes gosta mais ou a concorrência não está fazendo o que o público espera e me ajuda”, analisa.

Intrigas?

Um dos grandes nomes do ‘A Praça é Nossa’, a saída do famoso Batorédo humorístico do SBTem meados de 2016, causou grande surpresa. Isso porquê, na época, ele, que era um dos maiores destaques da atração, deixou o programa para integrar no time de estrelas da Globo, e naquele período, fez parte do elenco da confusa novela ‘Velho Chico’.

Desde então, com sua ida ao canal carioca, ele engatou trabalhos, e está no ar no mais novo sucesso, o seriado ‘Cine Holliúdy’. Recentemente, o artista promoveu emoção entre os seus admiradores nas redes sociais, após ter voltado aos estúdios do SBT, e contou como foi o seu reencontro com Carlos Alberto de Nóbrega, anos após ter saído da atração. Confira!

Ex-colega faz revelação chocante sobre Carlos Alberto de Nóbrega: “Me chamou de traidor”

Pierre Bittencourt é conhecido nacionalmente por ter dado vida ao Mosca na primeira versão brasileira do remake de ‘Chiquititas’ no final da década de 90, que contou com Fernanda Souza na pele da inesquecível Mili. Integrante do elenco de ‘A Praça é Nossa’, o intérprete do policial do humorístico do SBT, pôde ter sido visto no seriado ‘Carcereiros’, da Globo.

Encarnando o presidiário Geraldo na produção estrelada por Rodrigo Lombardi, o ator conseguiu repercutir no episódio em que foi assassinado. Em entrevista concedida ao site UOL, o ator, que além de trabalhar nas telinhas, é dublador de produções da Netflix e do cinema, como o premiado filme ‘Pantera Negra’ [‘Black Panther’, nome original], se mostrou satisfeito em ter participado da produção global, e destacou a tamanha visibilidade a emissora carioca possui. Saiba mais!

Veja também:

Pabllo Vittar é consolada por Carlos Alberto de Nóbrega após chorar em revelação surpreendente no ‘Programa da Maísa’



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here