Bruno Mazzeo, um dos autores do extinto “A diarista”, deu entrevista à revista “Quem” desta semana detonando Cláudia Rodrigues: “Enquanto puder escolher, realmente não desejo trabalhar com ela. E acredito que 90% das pessoas que fizeram o seriado pensem o mesmo”.

A humorista rebateu as declarações do filho de Chico Anysio. As informações são da coluna Retratos da Vida do jornal Extra.

Você ficou surpresa com o que ele falou?
Não, eu conheço o Bruno. Ele me decepcionou, como muita gente me decepcionou no último ano.

Por que você acha que as pessoas te decepcionam tanto?
Porque eu sofro de “sincerocídio”.

O quê?
“Sincerocídio”. Eu sou sincera demais e acabo cometendo suicídio. A sinceridade é meu maior defeito
e minha maior qualidade. As pessoas não estão preparadas para ouvir o que eu penso. Se elas não estão bem vestidas e perguntam o que eu acho, eu digo a verdade.

Mas o que houve com o Bruno Mazzeo?
Quando o programa passou por aquela confusão, eu tentei falar com ele várias vezes, mas ele sempre fugia e me tratava com frieza. Sabia que ele estava putinho da vida mas achava que iria passar.

Que confusão foi essa?

Ah, problemas com o texto e com a direção, mas não vale a pena falar…

Você vai procurá-lo?

Eu não, ele que tinha que me ligar e não ir falar mal de mim na revista.

Você tem alguma mensagem para ele?
Acho que no mundo de hoje deveríamos cultivar outro tipo de sentimento. Tudo o que ele me desejar, eu desejo em dobro para ele.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here