fbpx

Gugu Liberato ganha linda homenagem dos filho mais velho

João Augusto usou as redes sociais para lembrar aniversário do pai

Marcelo Adnet abre o coração e revela grande trauma na infância

O humorista contou em entrevista à revista que sofreu dois abusos sexuais quando era criança

De supetão, Record decide trazer Legendário com Marcos Mion de volta à programação

A Record, em comunicado ao Área VIP, revelou grandes novidades em sua grade de programação neste sábado (11).

Mulher invade transmissão da Globo e xinga a emissora de lixo no ar: “Bolsonaro tem razão”

Quem acompanhou a transmissão do 'SP01', da TV Globo viu um momento para lá de inusitado.

“Quase um casamento”, afirma Fátima Bernardes sobre quarentena com Túlio Gadelha

A apresentadora do 'Encontro', Fátima Bernardes falou sobre a relação com o apresentador Túlio Gadelha nesta quarentena.

Após briga ao vivo, Felipeh Campos faz revelação sobre Britto Jr.

O colunista do A Tarde é Sua abriu o jogo após o barraco que rolou ao vivo na tarde de ontem (9).

Ex-repórter que acusou Datena de assédio publica carta aberta e dispara: “Eu não menti”

-

Bruna Drews e Datena / Foto Montagem: Área Vip

Bruna Drews, a ex-repórter do ‘Brasil Urgente’, denunciou o apresentador José Luiz Datena, de assédio sexual, em janeiro deste ano. Na ocasião ela contou que ele sempre a elogiava, mas afirmou que algumas situações causavam desconforto, fazendo com que ela o denunciasse.

Mas nesta última semana, o caso teve uma reviravolta, e a jovem registrou em cartório um documento público onde fazia uma retratação inocentando Datena, justificando que mentiu em relação a denúncia. “Ainda esclareço, que tais fatos não condizem com realidade e nunca ocorreram, sendo que os vídeos dos programas ao vivo, juntados aos autos, não passaram de brincadeiras, consignando que não me senti constrangida com referidos evento”, alega, em trecho.

- Publicidade -

Mas nessa segunda-feira (28), Bruna decidiu publicar uma carta aberta onde afirmou que não mentiu, que ela foi sim assediada, mas foi induzida a assinar um papel que não condiz com a realidade que ela viveu.

Bruna Drews, ex-repórter do ‘Brasil Urgente’ que acusou Datena de assédio, recebe novo diagnóstico

Confira a carta:

- Publicidade -

“Carta aberta a quem interessar: Eu não menti. Fui induzida e mal orientada a assinar um documento que não condiz com a realidade . A verdade é que meu processo de assédio sexual contra o apresentador inexplicavelmente foi arquivado. Não houve investigação policial, meu depoimento não foi colhido e nenhuma testemunha foi ouvida. A justiça não me permitiu brigar pelos meus direitos . A situação se inverteu e acabei processada por calúnia e difamação, mas não tinha condições psicológicas e financeiras para encarar mais esta briga.Fui induzida a fazer um acordo. No entanto, não estava totalmente consciente das consequências cíveis e criminais de declarar fatos que não aconteceram; somente o fiz porque pensei que assim se encerrariam todos os processos. Os fatos aconteceram como eu havia declarado inicialmente mas a outra parte envolvida conseguiu reverter inexplicavelmente a situação. Assinei tal carta na intenção de recuperar a minha saúde física e mental e enterrar o ocorrido. Ontem em uma reunião com meus familiares, que sofrem junto comigo todos os reflexos do ocorrido, decidimos não fugir da luta e acreditar que em algum momento a justiça será feita . Mais uma vez digo: EU NÃO MENTI . Mulheres que passaram por isso sabem como é difícil encarar essa briga e vence-la. Por último , quero deixar claro que não recebi nenhuma compensação financeira para cometer o ato errôneo de assinar a tal carta. Sigo com a minha moral e integridade intactas . Minha consciência está tranquila. Tudo o que eu mais quero é me livrar de uma situação que estava acabando com a minha saúde”, diz a ex-repórter.

View this post on Instagram

Carta aberta a quem interessar : Eu não menti. Fui induzida e mal orientada a assinar um documento que não condiz com a realidade . A verdade é que meu processo de assédio sexual contra o apresentador inexplicavelmente foi arquivado. Não houve investigação policial, meu depoimento não foi colhido e nenhuma testemunha foi ouvida. A justiça não me permitiu brigar pelos meus direitos . A situação se inverteu e acabei processada por calúnia e difamação, mas não tinha condições psicológicas e financeiras para encarar mais esta briga.Fui induzida a fazer um acordo. No entanto, não estava totalmente consciente das consequências cíveis e criminais de declarar fatos que não aconteceram; somente o fiz porque pensei que assim se encerrariam todos os processos. Os fatos aconteceram como eu havia declarado inicialmente mas a outra parte envolvida conseguiu reverter inexplicavelmente a situação. Assinei tal carta na intenção de recuperar a minha saúde física e mental e enterrar o ocorrido. Ontem em uma reunião com meus familiares, que sofrem junto comigo todos os reflexos do ocorrido, decidimos não fugir da luta e acreditar que em algum momento a justiça será feita . Mais uma vez digo: EU NÃO MENTI . Mulheres que passaram por isso sabem como é difícil encarar essa briga e vence-la. Por último , quero deixar claro que não recebi nenhuma compensação financeira para cometer o ato errôneo de assinar a tal carta. Sigo com a minha moral e integridade intactas . Minha consciência está tranquila. Tudo o que eu mais quero é me livrar de uma situação que estava acabando com a minha saúde .

A post shared by Bruna Drews (@brudrews) on

38 COMENTÁRIOS

  1. Me admiro tantas mulheres ajir contra a moça,não duvido não ela pode ta falando a verdade. Logo ele que fala tanto de lei a favor da mulher, acho que ela tem razão. Mas como ele tem dinheiro, as pessoas condena ela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você por dentro!




site statistics