Fernanda Nobre e Fernanda Young / Instagram

Fernanda Nobre, ainda sente muito a falta da amiga Fernanda Young, que faleceu em agosto deste ano, como você caro leitor do Area Vip foi informado.

+Filha de Fernanda Young emociona internautas ao lamentar da mãe

A atriz falou em entrevista ao programa TV Fama, na noite última sexta-feira (5). Fernanda Nobre desabafou e disse sofrer do mesmo problema que a amiga tinha e que causou sua morte. As atrizes iriam estrear uma peça na qual as duas seriam protagonistas, chamada “Ainda Nada de Novo”.

A gente tem a mesma asma, tomava os mesmos remédios. Quase morri três vezes na vida. Na infância, é uma doença que realmente mata. Aconteceu isso para nos ensinar, vamos ficar alerta com as crianças”, revelou.

Ela aproveitou, ainda, para falar sobre sua ex-parceira de palco. “Fiquei com muita raiva de Deus por ter tirado ela do nosso país em um momento tão importante. Era uma mulher forte com tanta coisa para dizer. Ainda estou [com raiva]. Muita saudade, uma perda irreparável na cultura. Foi um baque muito grande, violento, ainda estou me recuperando. Mas aprendi muito com ela. Ela é insubstituível”, desabafou.

+Filha de Fernanda Young presta homenagem emocionante à mãe falecida

A morte não escolhe hora ou lugar, ela apenas acontece, a atriz Fernanda Nobre ficou bastante abalada com a notícia da morte da atriz e escritora Fernanda Young, sua grande amiga, ela foi fundamental para o seu amadurecimento e também lamentou sua perda. Na ocasião a atriz fez um belo texto em homenagem;

“Ainda está difícil de acreditar que eu não vou te encontrar agora à tarde naquela sala que todo dia você chegava dizendo “esse lugar é lindo. Hoje é segunda e iríamos continuar com a nossa rotina que nos acompanha há meses, nossos ensaios diários com pausas para gargalhadas. Nossos dias eram leves, engraçados e apesar de exaustivos vc todo o dia terminava o ensaio falando “Obrigada, essa loucura aqui tá me salvando.” Sim, a arte salva a alma, e ninguém sabe disso melhor do que vc. Vc faz da existência uma arte, as coisas mais banais da vida são resignificadas pela sua intensidade”, começou o texto. Continue lendo



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here