Alan Frank e os filhos Luigi (à esquerda) e Luca / Instagram

Alan Frank, o ex-integrante do grupo Polegar e, agora médico oftalmologista, enfrentou um sustos daqueles com um dos seus filhos, após voltar de uma viagem em família no começo desse ano.

Ele estava no aeroporto de Guarulhos com a esposa, Fernanda Soglia, os filhos gêmeos Luigi e Luca, de seis anos, e Nathan, de 19 anos, quando um dos gêmeos ficou quase à beira da morte.

Em entrevista à revista Marie Claire, Alan Frank contou que o menino teve uma parada respiratória e deu mais detalhes do ocorrido. “Estávamos aguardando as bagagens e o Luigi pegou um copinho de água mineral da minha mochila e saiu correndo, pulando, brincando, e bebendo a água que pegou sem pedir”, lembrou ele.

Após susto, Maurício Mattar desabafa sobre infarto: “Só tenho que agradecer”

“De repente, quando ele estava próximo à mãe, longe de mim, engasgou com a água, em seguida vomitou e provavelmente o pedaço de algum alimento obstruiu as vias aéreas de modo que ele começou a ficar roxo e perdeu completamente os sentidos. Teve uma parada respiratória”, contou.

O médico contou que correu para fazer os primeiros socorros para ajudar o herdeiro: “Nesse momento o tumulto era imenso no aeroporto. Todos gritando muito, inclusive a Fernanda, todos querendo ajudar mas que acabavam atrapalhando. Um cara puxou meu filho dos meus braços dizendo que eu estaria fazendo de forma errada e passou a apertar e chacoalhar meu filhinho sem sucesso”, afirmou.

“Eu tirei meu filho dos braços dele, gritei que era médico e sabia o que estava fazendo. Pedi que todos se afastassem e tentei a manobra por mais umas 3 ou 4 vezes, sem sucesso também. Eu o deitei no chão, retifiquei sua traqueia e tentei fazer respiração boca a boca, mas não tive êxito porque sua boquinha estava travada, dura e saindo sangue”, continuou.

Sertanejo Luciano Camargo passa por grande sufoco e desespera fãs após susto

“Tampei sua boquinha com a mão e tentei iniciar a ventilação pelo nariz, mas o ar não passava como se tivesse algo bloqueando a passagem. Resolvi aspirar e em seguida soprar novamente. Daí então tive êxito, fiz a respiração boca-nariz mais algumas vezes e ele voltou a respirar. A corzinha dele voltou, mas ele estava em coma. Um pesadelo terrível”, relembrou ele.

Alan contou que depois a equipe médica do aeroporto chegou para prestar atendimento: “Pegaram o acesso venoso dele e quando furaram sua mãozinha ele gritou ‘ai’. Nesse momento sorri aliviado, pois ainda que permanecesse rebaixado e inconsciente, o fato de responder a estímulos dolorosos melhorava bastante seu prognóstico embora ainda permanecesse em estado grave”.

Alan contou que Luigi foi encaminhado para um hospital em Guarulhos e retomou seu estado de consciência, no entanto, revelou que o menino teve uma amnésia e perdeu a memória recente, tanto que não lembra a viagem que a família fez para a Bahia. O ex-cantor ainda contou que o menino teve uma experiência surreal: “Ele nos disse que foi pro céu e o avô materno o mandou voltar. Que ele viu seu corpinho no chão e entrou.”

Após passar o sufoco, Alan aproveitou para fazer um alerta aos pais: “Sempre ficar alerta para casos de crianças que vomitam com frequência, que tenham refluxo, etc… Ensinar os filhos a cortar sempre os alimentos em pedaços pequenos e a os mastigarem muito bem. Seria fundamental também a capacitação de professores e funcionários de colégios, escolas e creches quando a manobras de reanimação e primeiros socorros. Espero alertar os pais afim de evitar que aconteça algo semelhante com outras crianças”, disse ele.

Após acidente, Mariana Xavier fala sobre estado de saúde



8 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here