Paolla Oliveira - Reprodução/Instagram
Paolla Oliveira – Reprodução/Instagram

Apesar de causar um escândalo na Globo, o homem que vazou fotos íntimas de Paolla Oliveira pode não ser preso, segundo advogados ouvidos pelo Notícias da TV. O câmera pode ser condenado por injúria e cumprir pena livremente, pagando multas e prestando serviços comunitários.

O motivo é que não foi realizada nenhuma denúncia formal feita pela atriz ou pela Rede Globo. Na Polícia Civil de São Paulo, estado onde o caso aconteceu, não há registros. A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio de Janeiro, onde fica a sede da emissora, informou o mesmo.

Os advogados explicaram para a publicação, que o caso da atriz não se enquadra na Lei Carolina Dieckmann porque não houve hackeamento das imagens.

“Neste caso, não houve invasão. Ele tirou fotos não autorizadas da atriz durante uma gravação e as espalhou“, explicou o advogado Jair Jaloreto. “É a ofensa da dignidade e decoro, é o cometimento de um ato desonroso contra uma pessoa”, disse a advogada Paula Menezes.

Apesar disso, Paolla ainda pode processar o profissional na esfera civil.

Paolla Oliveira fala sobre o vazamento de fotos

A atriz falou pela primeira vez em público, sobre o vazamento de fotos suas nua, durante um evento de moda. O fato aconteceu durante a gravação da série “Assédio”, produzida pela TV Globo.

Nas imagens, Paolla aparece só de calcinha e sutiã, já em outras, sem a parte debaixo. Os registros foram feitos sem o consentimento da artista.

Está na mão das autoridades. É um ato errado que é sabidamente errado e que tem que ser punido. Não sou eu que faço isso, são as autoridades”, disse a atriz em entrevista a revista Quem.. “Sigo minha vida normalmente, sigo minha vida sem ter vergonha de nada porque eu estava em um momento de trabalho, plena”, disse ela… Leia mais!



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here