MSN

sexta-feira, 21 de junho de 2024

Juju Salimeni revela ‘humilhação’ no Pânico e desabafa: “Ganhava R$ 200”

Influenciadora abriu o jogo sobre atração humorística em entrevista

-

-

Fernando Melo
Fernando Melo
Colunista sobre o mundo da TV, celebridades, influencers e personalidades da mídia em geral, atuante no segmento desde 2012, com passagens por diversos sites. No Área VIP, além de colunista, é coordenador de redação.
Juju Salimeni desabafa sobre o Pânico
Juju Salimeni desabafa sobre o Pânico – Foto/YouTube

Juju Salimeni, influenciadora digital e conhecida como uma das eternas musas do programa ‘Pânico’, abriu o coração em entrevista ao podcast, ‘PodDelas’, ao falar sobre o seu antigo emprego no humorístico comandado por Emilio Surita e equipe.

- Continua após o anúncio -

Dessa forma, ao ser questionada sobre as loucuras que já havia feito no ‘Pânico’ e se teria coragem de refaze-las, Juju Salimeni desabafou. “Era uma loucura, tanto de coisa nojenta que a gente comia, quanto lugar que a gente se jogava e aventuras ‘de medo’… hoje eu não faria mais nada”, iniciou ela.

+ Juju Salimeni se revolta após ser chamada de ‘vulgar’ por seguidor

No entanto, Juju continuou: “Hoje eu sou cagona, tenho medo de tudo. Acho que peguei um trauma que não consigo fazer mais nada. Se me botar num escorregador, tenho medo. Tudo que fiz, não consigo repetir a maioria. Não tenho coragem de fazer mais nada”, disse.

- Continua após o anúncio -

Mais sobre a matéria de Juju Salimeni

Sendo assim, a influenciadora ainda revelou quanto que ganhava para viver tamanha ‘humilhação’ em rede nacional. “Eu sempre ganhei mais na internet do que na TV, principalmente no Pânico, que era um salário simbólico. A gente ganhava duzentos reais por gravação, era pouquíssimo”, revelou a famosa, surpreendendo as apresentadoras do ‘PodDelas’.

+ Juju Salimeni diz que só trabalha quando quer: “Vida tranquila”

- Continua após o anúncio -

Além disso, Juju Salimeni ainda completou: “Era uma fase em que a gente era super explorada. Nada que aconteceu naquela fase seria permitido hoje em dia, tanto sobre as conotações das piadas quanto esse questão de trabalho. A gente não tinha contrato, salário, nada. Era largado. Era uma vitrine. A gente pegou uma fase muito boa de eventos. A gente era muito contratada para fazer presença. A gente trabalhava muito com isso, então realmente ganhava bem”, finalizou ela.

Veja a entrevista completa abaixo:

- Continua após o anúncio -

Continue por dentro com a gente: Google Notícias , Telegram , Whatsapp

Fernando Melo
Fernando Melo
Colunista sobre o mundo da TV, celebridades, influencers e personalidades da mídia em geral, atuante no segmento desde 2012, com passagens por diversos sites. No Área VIP, além de colunista, é coordenador de redação.