Juliana Alves/Instagram
Juliana Alves/Instagram

Depois de 6 anos à frente da escola de samba Unidos da Tijuca, Juliana Alves foi substituída e usou seu perfil no Instagram para fazer um desabafo emocionada. A atriz estará fora do carnaval de 2019, pelo menos não estando mais à frente da escola carioca, porém, ela não comentou se pretende estudar propostas de outras agremiações.

Na última quarta-feira (22), Juliana contou que o único motivo para sua saída, foi financeiro, acabando com os rumores que vinham circulando de que ela brigou com alguns integrantes da escola.

O que tenho com a com Tijuca, é um valor construído ao longo de anos. Por ser tijucana, por ser sambista. Sou comunidade“, foi como ela começou o desabafo. A atriz contou que sua ligação com a escola é muito mais do que simplesmente pelo bairro onde vive, que tem a ver com seu jeito de ser e sentir.

O trabalho era prazer

Ela contou que seu trabalho era também seu prazer, seu orgulho e que ao longo dos últimos 6 carnavais aproveitou ao máximo e levou o nome da Tijuca por todos os lugares onde esteve.

A alegria da comunidade sempre foi um combustível para a atriz, principalmente quando chegava triste para os ensaios, ou cansada, em pouco tempo ela já estava com um sorriso no rosto.

Fui muito feliz. Vou sentir uma saudade da troca de olhares, dos beijos nas mãos cheias de história e dos abraços na velha guarda e nossas baianas“, continuou a atriz, agradecendo a todos pelo apoio e de forma especial ao Mestre Casão e o presidente Fernando Horta, que ela confessou discordar em alguns aspectos, mas que continua respeitando e admirando.

Veja o post:

View this post on Instagram

O que tenho com a com Tijuca, é um valor construído ao longo de anos. Por ser tijucana, por ser sambista. Sou comunidade. Isso não têm só a ver só com o bairro onde vivemos. Tem a ver com o meu jeito de ser e meu jeito de sentir. Tem a ver com identidade. A minha alegria e meu orgulho viraram trabalho firme ao longo desses 6 carnavais. E levei o nome da nossa Escola p onde eu fosse, representando a agremiação e divulgando nosso trabalho. Nos ensaios, assídua e disponível a tds e a energia da comunidade era meu grande combustível mesmo quando eu tava triste ou cansada. Meu sorriso vinha fácil com tanto amor, tanto carinho que eu recebia e a alegria de estar em casa. Nos ensaios de rua e Tijuquinha eu vivia o auge da alegria, com as crianças a frente da bateria. Naqueles momentos, tudo fazia mais sentido. Porque representatividade importa sim. Eu sou como elas. E isso dá um brilho no olhar, uma relação, q dinheiro nenhum pode comprar. Fui muito feliz. Vou sentir uma saudade da troca de olhares, dos beijos nas mãos cheias de história e dos abraços na velha guarda e nossas baianas. Saudades do passo marcado e do canto forte da harmonia, da cumplicidade c as passistas, riscando o chão, dos olhos marejando a cada vez q beijava nosso pavilhão c o casal de ms e porta bandeira. Eita e a falta que nem sei do poderoso som da bateria Pura Cadência! Como a gente se divertia, se emocionava e se curtia. Obrigada, pelo apoio fundamental do meu Mestre Casão e cada um dos ritmistas. Sem palavras p agradecer. Pres. Fernando Horta, fico com sua frase: “o único motivo é financeiro. “ A gente discorda em algumas coisas… mas eu sigo te respeitando, te admirando pelo que fez pela nossa escola nos últimos anos e sou mto grata por ter confiado a mim essa missão tão linda. Universo tá fazendo uma manobra mas sei e tenho fé em Deus que será revertida num bem maior… Estarei aqui na torcida e vibrarei positivamente pelo Borel e comunidade tijucana. Saio triste e contra a minha vontade mas agora, só com o tempo mesmo… “ são coisas do meu coração”, como diz nosso samba. Unidos da Tijuca, te amo pra sempre. A dor passa, o samba cura, o amor fica. “ Dá um show, Tijuca! “ ✨🙏🏽💙💛✨

A post shared by Juliana Alves (@julianaalvesiam) on

Esquema no Carnaval

Vale lembrar que no Carnaval deste ano, Juliana desfilou como Rainha de bateria da Unidos da Tijuca, que ficou em sétimo lugar na classificação geral e armou um grande esquema para conseguir estar na Sapucaí com a agremiação sem se preocupar com a filha, Yolanda.

Deu tudo certo! Ufa! Yoio mamou bastante antes do desfile e ficou dormindo ( ainda está). Quem é mãe sabe como é difícil, como dá medo… Mas tenho uma mãe grandiosa, gigante, guerreira, cheia de amor e sabedoria e um marido que cedeu esse dia iluminado do seu aniversário para eu ser feliz com meu povo do samba! Cheguei de alma lavada! Que lindo, Tijuca“, escreveu ela na ocasião.

Veja também:

Juliana Alves mostra primeira vez da filha na piscina



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here