fbpx

Músico do Cidade Negra é condenado por agredir a esposa

-

Colaboradoreshttps://www.areavip.com.br/colaboradores
Venha fazer parte da nossa equipe de colaboradores! Saiba mais!

Comente

Veja também

BBB21: Confira como foi a formação do Paredão Falso

Na noite deste domingo (07) foi formado o Paredão Falso no BBB21.

Enquete BBB21: Quem voltará do Paredão Falso para o Quarto Secreto? – Vote!

Arthur, Caio, Carla ou João: Quem volta do Paredão Falso para o Quarto Secreto? – Participe da enquete e vote!

BBB21: Sarah faz duras críticas a Juliette e acusa de soberba

Sarah anda perdendo a paciência com sua amiga no jogo, Juliette, e tem feito críticas as atitudes da paraibana.

Bino Farias - Baixista Cidade Negra/Instagram
Bino Farias – Baixista Cidade Negra/Instagram

Marcele Simeão, que foi casada com Bino Farias, baixista da banda Cidade Negra, por 17 anos, não guarda boas recordações do relacionamento. Segundo a técnica de aúdio, o período que esteve com o músico foi marcado por agressões.

Foram 17 anos de agressões físicas, psicológicas e patrimoniais. Eu espero que o meu depoimento possa auxiliar principalmente na prevenção de casos como o meu. O meu desejo é que outras mulheres e suas famílias não carreguem as mesmas marcas de violência“, disse Marcele, em entrevista ao colunista Leo Dias, do jornal “O Dia”.

O baixista chegou a ameaçar Marcele de morte em 2014, desencadeando uma ocorrência policial, que levou o rompimento do relacionamento em definitivo. No último dia 26, o juiz André Luiz Cidra, do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Comarca de Niterói, concluiu a condenação do músico pela Lei Maria da Penha.

O músico do grupo Cidade Negra foi condenado a dois anos de serviços comunitários, no montante de sete horas semanais e comparecimento mensal ao juízo no primeiro ano e bimestral no segundo. Ele foi condenado ainda ao pagamento das custas judiciais e poderia ter sido condenado a um mês e cinco dias de detenção se não fosse réu primário, informa o colunista.

A advogada de Marcele comentou o caso, que considera uma vitória. “Em dois anos de processo, nenhum recurso foi admitido”, explica Ana Bernadete, especialista em Direito de Família.

“Quanto mais mulheres tiverem coragem de quebrar o ciclo de violência e relatar sua história, teremos menos riscos de morte por violência doméstica“, comentou a diretora do Movimento de Mulheres de São Gonçalo e Pesquisadora da Fiocruz, Rita Costa.

Colaborou Paulo Freitas

+ Novidade: Área VIP no Telegram – Clique Aqui e fique por dentro!

E tem muito mais para você: Baixe o app Área VIP – TV e Famosos ou siga o Área VIP no Google Notícias e receba as informações mais quentes do entretenimento com tudo o que acontece no mundo da TV e dos FamososClique Aqui!

Colaboradoreshttps://www.areavip.com.br/colaboradores
Venha fazer parte da nossa equipe de colaboradores! Saiba mais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas TV & Famosos