Lázaro Ramos e Tais Araujo Instagram
Lázaro Ramos e Tais Araujo Instagram

Vivendo uma personagem com um verdadeiro dilema para ser mãe, a atriz Taís Araújo, no ar no folhetim das nove da TV Globo, ‘Amor de Mãe‘, falou sobre a maternidade e surpreendeu com uma revelação.

Saiba detalhes da personagem de Taís Araújo em ‘Amor de Mãe’, nova novela da nove

A atriz, em conversa com o jornal carioca Extra, revelou que não pretendia nem sonhava ser mãe. Hoje em dia, Taís Araújo, que é casada com o também ator Lázaro Ramos e tem Vicente, de 8 anos, e Maria Antônia de 4.

“Não sonhava ser mãe. Quando era pequena, sim, tinha até nome de filho e filha: Bruno e Bruna. Olha que maluca (risos)! Depois, cresci e parei de pensar nisso. Não passei a vida determinada a ser mãe e formar família, nem fui criada muito para isso, sabe? O objetivo da minha mãe (Mercedes) era que a gente (ela e a irmã, Claudia) tivesse independência financeira e realização profissional. Agora, quando eu quis ter os meus filhos, eu quis muito, eu pirei. Tive o João aos 33 anos. Senti o instinto materno muito rápido. À época, usava DIU (dispositivo intrauterino e contraceptivo) e quando tirei, levei uns seis meses para engravidar. Fiquei ansiosa, achando que estava demorando muito”, iniciou.

+ Taís Araújo fala sobre a fama de referência para meninas negras: “Lindo”

Em seguida, em uma espécie de desabafo, a atriz revelou que se vê em um dos melhores momentos de sua carreira e vida: “Em termos materiais, eu estou tranquila. Cara, a minha maior conquista é pensar nos meus filhos e na relação que a gente tem e vai continuar tendo no futuro, alimentada diariamente a ponto de ser eterna enquanto mãe e filhos. Acho que minha ambição está em criar uma relação com meus filhos que se estabeleça na sinceridade, no diálogo, na verdade, que seja honesta com eles”.

+ Taís Araújo revela que não deixa os filhos a assistirem na televisão

Também na entrevista, a Taís falou sobre a relação de empatia que tem pela sua mãe e a ajuda que ela dá na criação de seus filhos: “Minha relação com a minha mãe é muito boa. A gente discorda em um monte de coisa, mas tá tudo certo, entendeu? A gente se dá bem. Temos uma relação ótima, excelente, graças a Deus. Ela me ajuda demais com os meus filhos. É muito incrível o quanto ela é presente, o quanto ela é disposta, o quanto ela segura a onda da minha casa e de tudo meu”.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here