Carla Vilhena e Maju Coutinho (Instagram)

A jornalista Carla Vilhena, que fez parte do time de comunicadores da Rede Globo por muitos anos, acabou sendo mal interpretada pelas pessoas, segundo ela mesma procurou explicar.

+Carla Vilhena pede desculpas à Maju após criticar cobertura da morte de Jorge Fernando

Tudo começou quando Maju Coutinho foi noticiar a morte do diretor Jorge Fernando e deu risadas ao relembrar de momentos divertidos do ator. Ao assistir a apresentação da colega, Carla não gostou da forma como Maju atuou e decidiu mandar um recado via Twitter.

Na época, Carla escreveu: “Sobre matéria da morte de Jorge Fernando (a quem eu admirava como ator e diretor): Por mais que ele tenha sido divertido em vida, está morto. Repórter, não precisa berrar tanto. Apresentadora, vamos evitar rir depois das cenas de arquivo, enquanto lê a frase ‘o corpo do diretor…'”.

+Carla Vilhena celebra os 50 anos do Jornal Nacional

Logo depois, a jornalista apagou o post, pois já havia repercutido de maneira negativa. Dai ela decidiu se justificar: “Cometi um erro de avaliação. O que achei que poderia ser uma dica para apresentação acabou sendo interpretado como uma ofensa a uma pessoa que adoro, a @majucoutinho. Muitas pessoas entenderam assim. Por isso, peço humildemente desculpas pelo erro. E à Maju, desejo mais sucesso”, postou Carla na época.

+TV Globo demite funcionárias acusadas de prejudicar Maju Coutinho

E hoje a comunicadora voltou a falar sobre o assunto e explicou que jamais quis ofender sua colega Maju. “Eu jamais faria algo para magoar alguém, principalmente a Maju, uma pessoa tão doce e maravilhosa. Eu sou professora de vários jornalistas em formação, pessoas que querem trabalhar na TV. Naquele momento, a professora falou mais forte”, justificou.

Carla ainda continuou e assumiu que cometeu um erro ao julgar o trabalho da outra jornalista. “Eu errei em não avaliar o que e de quem eu estava dizendo. Não é uma pessoa comum, é o simbolo de uma luta de pessoas que se espelham na Maju e sofrem no dia a dia discriminações absurdas, cruéis. Quem acompanhou minha trajetória sabe que eu nunca cometeria nenhum tipo de discriminação, principalmente racismo, que é um crime”, explicou.

+Detalhe no visual de Maju Coutinho gera discussão na TV Globo

Durante o papo com o Programa A Tarde é Sua, a comunicadora disse que falou com Maju e também refletiu sobre o aprendizado que tirou de tudo isso. “Falei com ela, falei ‘tem toda a razão se estiver chateada comigo. Gostaria que você lembrasse da minha história, de quem eu sou, da sua colega e me perdoasse por essa falta do entendimento de toda a situação pela qual já passou'”. 

“Isso tudo me fez ver como as pessoas sentem uma dor tão grande do seu dia a dia, da crueldade cometida com muitas pessoas nesse país, e voltaram a munição contra alguém que está do lado delas. Eu não reconheci ali um símbolo, eu tratei uma pessoa como pessoa. Exatamente por não ter nenhum resquício de racismo na minha existência é que não olhei a cor da pele”, completou.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here