MSN

terça-feira, 28 de maio de 2024

Polícia suspeita de ligação entre esquema da filha de Belo e tráfico do Complexo da Maré

Parece que a coisa só fica mais feia Isadora, filha de Belo. Afinal, a Polícia Civil do Rio de Janeiro tem novas suspeitas.

-

-

Lívia Cout
Lívia Cout
Venha fazer parte da nossa equipe de colaboradores! Saiba mais!
Polícia suspeita de ligação entre esquema da filha de Belo e tráfico do Complexo da Maré - Foto: Reprodução/Instagram/Montagem ÁreaVIP
Polícia suspeita de ligação entre esquema da filha de Belo e tráfico do Complexo da Maré – Foto: Reprodução/Instagram/Montagem ÁreaVIP

Como já noticiamos anteriormente aqui em seu Área VIPo pagodeiro Belo está envolvido em uma verdadeira polêmica por conta de sua filha. É que a herdeira do famoso, Isadora Alkimin, de 21 anos, foi presa em flagrante acusada de chefiar uma quadrilha que aplicava crimes eletrônicos. Recentemente a jovem resolveu se explicar. Na ocasião ela disse que precisava de dinheiro. No entanto, a coisa só fica mais feia para ela! Afinal, de acordo com as informações do portal Metrópoles, a Polícia Civil do Rio de Janeiro tem novas suspeitas.

- Continua após o anúncio -

Polícia Civil suspeita de ligação entre esquema e tráfico do Complexo da Maré, entenda

Desse modo, as últimas informações são de que a Polícia Civil do Rio de Janeiro suspeita de uma ligação entre o grupo de mulheres com o qual a filha do cantor Belo foi presa e traficantes do Complexo da Maré, na zona norte.

Em suma, investigadores da Delegacia de Combate às Drogas suspeitam que os traficantes recebiam parte do dinheiro obtido com as fraudes e em troca forneciam mão de obra e proteção. Enfim, das 11 mulheres presas com Isadora, filha do pagodeiro, três eram da Maré. Fato que levanta ainda mais suspeitas.

Além disso, Roselaine Oliveira Almeida, suspeita de gerenciar o grupo, é de São Paulo e disse ter mudado para o Rio exatamente para atuar no ”golpe do cartão”. Aliás, a filha de Belo também mora em São Paulo com a mãe, mas vai com frequência ao Rio, onde mora o pai. Além delas, outras duas integrantes são do estado paulista.

- Continua após o anúncio -

Lucro

Enfim, a estimativa da polícia é de que o esquema tenha lucrado de R$ 600 mil a R$ 1 milhão com as fraudes. Isadora contou à polícia que só havia recebido R$ 600 para uma ajuda de custos e que estava no Rio de Janeiro há menos de um mês.

- Continua após o anúncio -

Continue por dentro com a gente: Google Notícias , Telegram , Whatsapp

Lívia Cout
Lívia Cout
Venha fazer parte da nossa equipe de colaboradores! Saiba mais!