Samara Felippo / Instagram

Samara Felippo usou suas redes sociais na tarde desta segunda-feira (20) para rebater uma crítica feita por um humorista. A atriz, que nos últimos anos usa o Instagram para falar sobre a maternidade real, para refletir sobre as transformações do seu corpo após as duas gestações e até para ajudar milhares de mulheres que sofrem de baixa autoestima para se aceitaram como são e não se importarem com o padrão imposto pela mídia, desabafou sobre as entrevistas que já deu antigamente.

O humorista, que não teve o nome revelado por ela, pegou algumas matérias onde Samara falava sobre seu corpo, sobre se achar feia e gorda e a criticou por não ter sororidade com as demais mulheres, já que muitas não tem a mesma facilidade para emagrecer, ou até conseguem ter o mesmo corpo de antes da gravidez. Ele chegou a dizer que aguarda um pedido de desculpa da artista.

Veja: 

Samara Felippo mostra as críticas feitas pelo humorista / Instagram

Alguns post anteriores, a atriz já havia comentado sobre essas matérias, e até já pediu desculpas para os seus fãs. No post feito hoje, ela aproveitou para ressaltar a importância do amor próprio e de ajudar essa e as próximas gerações a se livrarem do padrão de beleza. Além ressaltou que já teve essa mentalidade de precisar ser magra, mas mudou de opinião.

“Queria agradecer a um humorista por levantar uma questão muito importante. Ele me marcou em stories e a tantas outras mulheres, na tentativa de nos colocar como hipócritas na luta pela nossa causa, usou inclusive uma foto do meu próprio post onde eu falo exatamente sobre essa industria do padrão de beleza. Achei válido. Obrigada”, começou ela.

“Me fez lembrar de um antigo post que fiz falando dessas matérias, as quais vc “aguarda as minhas desculpas”, eu já pedi e sempre peço. Está nos stories pra quem quiser ler!!! A autoestima é a capacidade de nos amarmos, o autoconceito é a ideia que temos de nós mesmas e mulheres sempre estão se odiando. Nós somos ensinadas a isso, e a odiar umas as outras também”, afirmou.

“Hoje em dia meninas de 15, 16 anos estão pedindo de presente de aniversário aos pais, que as levem ao cirurgião para ficarem com o corpo da capa de revista ou com o rosto igual ao filtro do Snap, meninas se suicidam por não serem aceitas, vivem uma vida de merda por serem humilhadas pela família, na escola, pela sociedade, são violentadas, mas enfim… que bom que você veio relembrar essa triste realidade”, ressaltou Samara.

“Eu realmente nessa época era, e fui por muito tempo, vítima da opressão das capas de revistas e o padrão imposto pela sociedade. Sempre me senti cobrada e pra ser aceita cedia a essa cobrança. Era magra, completamente dentro de todos os padrões e mesmo assim nunca estava satisfeita e repetia esse tipo de declaração. Cheguei a pedir retoque nos braços em um ensaio fotográfico para que parecessem mais finos. Hoje entendi que nunca terei braços finos como da Fernanda Lima por exemplo, é a genética dela. E tudo bem, mas é difícil chegar nesse lugar. Hoje me abraço e me amo com esses braços, como na foto”, continuou.

“Mudei de opinião, evoluí e tento melhorar a cada dia. Sigo tentando alertar meninas e mulheres. Nem acho que ainda me libertei completamente. Se você chegou até aqui te convido com todo respeito e gentileza a ler meus posts atuais, não se apegar a atriz que não se aceitava e não se amava de anos atras para desvalidar nossa luta”, finalizou a atriz.

Veja o click – Deslize:

View this post on Instagram

Queria agradecer a um humorista por levantar uma questão muito importante. Ele me marcou em stories e a tantas outras mulheres, na tentativa de nos colocar como hipócritas na luta pela nossa causa, usou inclusive uma foto do meu próprio post onde eu falo exatamente sobre essa industria do padrão de beleza. Achei válido. Obrigada. 👍🏼 Me fez lembrar de um antigo post que fiz falando dessas matérias, as quais vc “aguarda as minhas desculpas”, eu já pedi e sempre peço. Está nos stories pra quem quiser ler!!! A autoestima é a capacidade de nos amarmos, o autoconceito é a idéia que temos de nós mesmas e mulheres sempre estão se odiando. Nós somos ensinadas a isso, e a odiar umas as outras também. Hoje em dia meninas de 15,16 anos estão pedindo de presente de aniversário aos pais, que as levem ao cirurgião para ficarem com o corpo da capa de revista ou com o rosto igual ao filtro do Snap, meninas se suicidam por não serem aceitas, vivem uma vida de merda por serem humilhadas pela família, na escola, pela sociedade, são violentadas, mas enfim… que bom que você veio relembrar essa triste realidade. Eu realmente nessa época era, e fui por muito tempo, vítima da opressão das capas de revistas e o padrão imposto pela sociedade. Sempre me senti cobrada e pra ser aceita cedia a essa cobrança. Era magra, completamente dentro de todos os padrões e mesmo assim nunca estava satisfeita e repetia esse tipo de declaração. 🤷🏻‍♀️ Cheguei a pedir retoque nos braços em um ensaio fotográfico para que parecessem mais finos. Hoje entendi que nunca terei braços finos como da Fernanda Lima por exemplo, é a genética dela. E tudo bem, mas é difícil chegar nesse lugar. Hoje me abraço e me amo com esses braços, como na foto da 📷@alle.manzano Mudei de opinião, evoluí e tento melhorar a cada dia. Sigo tentando alertar meninas e mulheres. Nem acho que ainda me libertei completamente. Se você chegou até aqui te convido com todo respeito e gentileza a ler meus posts atuais, não se apegar a atriz que não se aceitava e não se amava de anos atras para desvalidar nossa luta. Boa leitura❤️🌈

A post shared by Samara Felippo (@sfelippo) on

Desabafo sobre a maternidade

Samara Felippo acabou causando uma polêmica nas redes sociais após fazer um post falando sobre as dificuldades da maternidade e de criar os filhos. Ela vale ressaltar, é mãe de duas meninas, Alicia e Lara, fruto do seu relacionamento com o jogador de basquete Leandrinho, com quem não é mais casada.

No Instagram, a atriz então decidiu fazer outro post para esclarecer suas colocações e aproveitou para fazer um desabafo. Samara também ressaltou que viu muitas mães concordarem com o que ela escreveu, e pediu para que as pessoas parem de romantizar a maternidade. Veja!

Veja também: 



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here