Ilustração - Silhueta Sertanejo
Ilustração – Silhueta Sertanejo

O ‘Domingo Show’, apresentado por Geraldo Luís deste último domingo (17), contou com a participação de uma das duplas sertanejas mais conceituadas do Brasil. Rio Negro e Solimões.

+ Filha de famoso cantor sertanejo morre em acidente doméstico aos 2 anos

Durante o tradicional bate-papo com Geraldo, a dupla falou sobre diversos assuntos e o sertanejo Solimões abriu o coração para falar sobre o problema que ele teve com um vício, que quase custou sua vida.

Solimões iniciou comentando o que fez com o primeiro dinheiro que recebeu após ganhar um festival: “Nós sempre fomos muito dedicados, o segundo festival que nós participamos nós ganhamos, depois nós ganhamos quase tudo. Eu comprei um tanquinho de lavar roupa para minha mãe”.

+ Sertanejo João Bosco, da dupla com Vinicius, anuncia morte e lamenta perda: “Vá em paz, meu irmão”

O cantor, que já havia tentado a sorte em outros eventos, já tinha ganhado uma ‘merreca’ e, sem ter com o que comprar, gastou em bebidas. Foi aí que começou o problema: “O primeiro festival que nós ganhamos um dinheirinho, nós ficamos empolgados e nós bebemos tanta cachaça que nós perdemos o cheque”.

Solimões, agora já recuperado, não sente mais vontade de beber, pois sabe que, não se controla: “Eu já bebi muito, não é defeito, mas porque graças a Deus eu não tenho vontade de beber, porque se fosse para ficar com vontade eu ia morrer”, disse ele, que revelou um desequilíbrio: “Eu tinha um desequilíbrio assim, se eu começasse a beber, aí eu não queria que amanhecesse, para continuar bebendo. Aí a festa bebendo eu procurava outro lugar. Bebia o que quiser”.

+ Morre cantor e compositor sertanejo vítima de câncer no figado

O sertanejo relembrou as tentativas de largar o vício e um ultimato médico chocante: “Eu parei de beber em 2000 e fiquei até 2005 para dar um equilibrada. 2006 eu tentei, ‘agora eu vou beber socialmente’, mais ou menos porque em 2007 eu fiquei doido outra vez. 2008 eu fiquei um ano sem beber, mas 2009 eu emendei uns 40 dias direto e o médico falou: ‘se você não parar, você vai morrer’. Foi aí que decidi parar e parei”, afirmou.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here