Por esta nem o núcleo dos milionários da novela Belíssima esperava. Nem mesmo o personagem Cemil (Leopoldo Pacheco) sabia que valia tanto assim. E vale! Principalmente se comparado com Alberto Sabatini (Alexandre Borges), que tanto sacaneou o coitadinho na trama de Silvio de Abreu. Agora a diferença entre os dois está na Cara e na coroa: De um lado 100.000 e do outro o tostão furado, se é que Alberto vale alguma coisa depois de suas trapaças. Mas o apelido convence! Tanto que, se não fossem inimigos, poderiam até formar uma dupla sertaneja no capítulo final, Cemil e tostão… ou não orna, Ornela?… hauahauhauaha Por falar em Ornela (Vera Holtz), não quero papo com esta ’’indivídua’’… acho ela perigosíssima! Silvio de Abreu que o diga e nos mostre se a suspeita se confirma nos capítulos decisivos da sua trama.

A coluna que já estava se tornando anual (anual = uma ver por ano – pros engraçadinhos de plantão), começa a tomar fôlego novamente. Estou me esforçando para no mínimo virar semestral uahuahuahua! Sabe como é né galerinha do mal, time is money, e ultimamente meu tempo esta curto, imagine o fundo da carteira!?! Se me virem mais vezes por aqui, podem me convidar pra um almoço que com certeza não vou deixar você pagar a conta! Caso contrário, coloque o Cemil no bolso, afinal de contas não tenho talento nem para escrever, imagine pra lavar pratos uuahuahuahuha

Até mais ver, perrrrrrsonalidades!

Mande a sua presepada também pro meu email. Quem sabe vc convence a coluna a voltar mais vezes!
[email protected]



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here