O ator Raul Gazolla foi condenado a pagar R$ 8.000 por danos morais à estudante Kiane Kelner Netto, que teria sido ofendida por ele em outubro de 2007, durante uma discussão no trânsito, informa a Folha Online. A decisão é da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio. A publicação tentou falar com o advogado de Gazolla, Eduardo Goldenberg, mas ainda não confirmou se ele vai recorrer da decisão.

De acordo com o TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), testemunhas disseram que a jovem atravessava a rua quando quase foi atingida pelo carro do ator, que dirigia em alta velocidade. Ela teria reclamado da sua atitude, mostrando-lhe o dedo como sinal de ofensa. Gazolla desceu do veículo, dirigiu-se à porta da escola da estudante e, diante de seus colegas, teria cuspido em seu rosto.

Por unanimidade de votos, a 3ª Câmara acolheu o voto do relator do processo, desembargador Ronaldo Lopes Martins. "A honra é um valor íntimo moral do ser humano, constitui um de seus bens mais preciosos, não podendo ficar a mercê dos que a desprezam", afirmou o desembargador.

Segundo Martins, a humilhação gerada pela conduta de Raul Gazolla "ultrapassou e muito a normalidade". "Quem pode imaginar que, após um mero desentendimento no trânsito, pode ser abordado e agredido com cuspidas em seu rosto?", destacou o relator. Ainda de acordo com ele, ninguém espera uma atitude desse tipo, principalmente de um homem de uma classe social elevada e notoriamente conhecido.

Ele destacou ainda que a jovem, ao gesticular de forma a agredir o ator, demonstrou também que não possuía limites. Porém, para o desembargador, o comportamento de Gazolla não se justifica.

Representada por seu pai, Custódio Neto Filho, a estudante entrou com ação na 1ª Vara Cível da Barra da Tijuca. Em novembro de 2008 a juíza Érica Batista de Castro julgou o pedido procedente e condenou o ator a indenizar a jovem em R$ 5.000. A estudante recorreu para aumentar o valor da indenização.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here