Letícia Colin encara sua primeira personagem de peso na TV, dando vida a Vivi em “Chamas da vida”, da Record, uma menina doce que sofre nas mãos do pedófilo Lipe (André Di Mauro).

Na sinopse original da trama de Cristianne Fridman, Vivi seria apenas um vértice do triângulo amoroso com Cíntia (Giordanna Forte) e Guga (Thiago de los Reys). Mas, logo nos primeiros dias de gravação, veio a notícia de que a personagem sofreria nas mãos de um pedófilo depois de conhecê-lo via na internet.

”Foi uma surpresa enorme para mim, na hora pensei na coragem da autora e da emissora”, afirma Letícia em entrevista ao jornal Extra.

E põe coragem nisso: em breve Vivi descobrirá que está grávida de Lipe, e, ao que tudo indica, sofrerá um aborto. Nesse tempo, contará com o apoio da família, principalmente do irmão Pedro (Leonardo Brício).

A autora ainda não decidiu se o aborto será espontâneo ou se Vivi entrará na justiça pelo direito de tirar o bebê, já que foi vítima de estupro. Letícia prefere não opinar: ”Ainda está tudo muito no ar. Quando soube, fiquei balançada. Rola uma mistura de sensações”.

Para Letícia, Vivi poderia ter evitado toda essa história se tivesse sido mais cautelosa. ”A vulnerabilidade da internet é um perigo, a gente nunca sabe direito quem está do outro lado. O problema é achar que o pior nunca vai acontecer com a gente”, analisa.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here