A visão de Miguel no altar e de batina deixa Laura tão atordoada, que ela sai correndo da igreja. Henrique e Chico vão atrás da noiva, que segue para o portinho e pede que Lázaro a leve para fora da cidade. Miguel, tão assustado com a situação quanto qualquer um, achava que Laura já sabia sobre seu impedimento e, pior, chegou a acusar Escobar de ter contado a ela! Agora, a pergunta que martela na cabeça de Miguel é o que teria feito Laura rejeitá-lo. Assim como o noivo abandonado, ele sai atrás dela.

Laura corre pela mata e só consegue parar quando chega à beira de um despenhadeiro. Henrique a alcança e a pega pelo braço. Laura pede perdão, mas ele está com raiva: “Estou pouco me importando com sua felicidade neste momento. Pensasse nisso antes. Agora você vai voltar não para ser feliz, mas para limpar a minha honra!”. Laura dá um passo em falso e escorrega. Henrique consegue salvá-la, mas cai do despenhadeiro no rio e é levado pela correnteza. Miguel chega, percebe o que aconteceu e se joga no rio. Faustino e Tonico, que estavam pescando por ali, resgatam Henrique, desacordado. Laura os alcança e se dirige a Miguel: “Já causamos estragos demais, padre Miguel. Vá cuidar de seus próprios pecados que eu vou tentar pelo menos me redimir dos meus!”.

Com a ajuda de Faustino, ela leva Henrique para a fazenda. Cândida, que já estava espumando pelo acontecido, se desespera ao ver o neto desacordado e, rispidamente, pede que Laura não lhe dirija a palavra. Quando recobra os sentidos, Henrique diz não sentir as pernas. Chamado por Faustino, Escobar chega para examinar Henrique. O médico testa a sensibilidade do rapaz, que realmente não sente as pernas. Como se não bastasse o sofrimento com o estado de Henrique, a atitude de Laura é recriminada por Cândida e até por Chico Fernandes. A matriarca diz que se Henrique não andar mais, a culpa será de Laura.

As cenas devem ser exibidas a partir de quinta-feira, dia 20.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here