Célia e Branca brigam. Os conselheiros entram e se chocam com a cena. Célia se demite e chora no pátio. Branca reassume a presidência do conselho. Célia desabafa em frente ao busto de João Pedro e diz que não tem ninguém. Clarissa abre os braços para acolhê-la. Amélia implora que Juvenal solte Zé, mas ele garante que seu método irá funcionar. Um enfermeiro observa Sílvia, impressionado com sua beleza. Sílvia retribui o olhar malicioso e pede para conversar com ele. Dália e Heraldo se preocupam porque Bernardinho coloca Carlão para lidar com os fornecedores. Carlão faz jogo duro com um fornecedor e consegue melhor preço. Gioconda reclama por Barreto ter escondido dela a história da avó. Barreto conta que foi uma vergonha muito grande. Gioconda aconselha que ele perdoe a sua avó e reconheça que ela foi uma mulher corajosa. Bernardo diz que Amora não vai substituir Amara na sua vida. Ezequiel comenta que Edivânia mudou e se oferece para acompanhá-la até sua casa. Juvenal vai à estréia de Alzira. O enfermeiro facilita a fuga de Sílvia. Ferraço jura que ama Maria Paula e a beija.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here