Em ação judicial distribuída na última segunda, o apresentador Milton Neves acusa Roberto Justus de "fraude" e insinua que Clodoaldo Araújo, vencedor de "O Aprendiz 5 – O Sócio", apresentado pelo publicitário, foi usado como "laranja".

De acordo com a coluna Outro Canal da Folha de S.Paulo, na ação, Neves pede indenizações de pelo menos R$ 62,8 milhões pelo fato de Justus, por meio da produtora Brainers, tê-lo convencido a romper contrato com a Record, em fevereiro de 2008, para assumir dois programas na Band. Neves deixou a Record, mas a negociação da Brainers com a Band falharam.

Em setembro, Justus admitiu Araújo como sócio da Brainers. Deu-lhe 49% das cotas e o cargo de "sócio administrador". Na ação, Neves diz que isso foi uma "designação maliciosa", porque Araújo, que recebeu R$ 2 milhões da Record, pode assumir no futuro parte de uma dívida muitas vezes maior.

Segundo Neves, Justus cometeu "fraude" ao fechar a Brainers, em outubro, sem procedimento de liquidação, prejudicando terceiros (como ele).

Justus afirma que Neves terá resposta na Justiça. "A Brainers foi liquidada oito meses depois desse contrato, em que havia cláusulas que me dava o direito de desistir do negócio. Que fraude há em fechar uma empresa que não tem atividade? Tudo o que fiz é legal", diz.

Araújo defende Justus. Diz que a Brainers fechou porque eles decidiram investir numa outra empresa, do ramo de aço.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here