Por causa de um acidente, Irene é internada e necessita de doação de sangue. Perseu e Minerva logo se prontificam a doar; mas, para surpresa de ambos, o médico revela após os exames que o tipo sangüíneo deles não combina com o da paciente. “Por acaso ela é filha adotiva?”, indaga o doutor.

O médico explica a Perseu que pode acontecer de o filho só herdar o tipo de sangue de um dos pais, mas o caso é que ela não herdou de nenhum dos dois. “A garota pode ser filha de um dos dois. Mas de ambos, seguramente não é”, garante. Minerva engole em seco e percebe que agora é ela quem está na berlinda. Para justificar o que aconteceu, arruma uma desculpa mais esfarrapada que a outra e não convence ninguém.

Sem ter saída, Minerva se vê obrigada a contar a verdade. “Foi só uma vez, Perseu… Só uma vez. Você sempre saía pra viajar! Tinha um freguês na pizzaria que sempre vinha, pedia pizza… Era tão sozinho! E eu na minha inocência…”, revela, aos prantos. Perseu fica uma fera e tenta esganá-la, mas é impedido por Régis, que lembra que ele tinha uma família inteirinha e, por isso, a deixava muito sozinha. “Sabe o que eu acho? Vocês deviam fazer as pazes. Vocês se merecem!”, sugere o boxeador. Elvira concorda e diz que é bom que Irene saiba logo que não é irmã do tal Leonardo. Como dizem: “Há males que vêm para o bem!”

Essa cenas devem ser exibidas a partir de sábado, dia 08.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here