Sim, Luciana não quer mesmo mais morar no apartamento de Tereza. Já vinha maturando essa ideia, mas tinha medo de chatear a mãe. Só que chega um momento que não dá mais pra segurar. Farta da rotina no apartamento da mãe, ela desabafa: “Sinto-me numa gaiola, numa cela de prisão”. Não quer ser carregada como uma criança doente e está certa.

O apartamento é cheio de desníveis, mesmo com as reformas todas. Tereza sente o baque, mas se segura. Tudo que mais quer é a felicidade da filha, mas não na casa da arquirival. Será necessário mesmo que ela vá morar com o pai para ficar feliz? Da parte da Marcos, sim. Não há qualquer empecilho nessa mudança.

Tereza tenta apelar para o conforto de Helena, insinuando que ela talvez não goste: “Sua mulher está grávida, pode de repente…”. Marcos então revela que Helena perdeu o bebê espontaneamente. Luciana e Tereza se lamentam, a filha sinceramente, a ex-mulher nem tanto.

Depois, sozinha em seu quarto, Tereza há de ruminar o pedido de Luciana. É difícil engolir tal escolha, imaginar a filha mais distante dela, depois de tudo que fez. É uma lamentável derrota para seu maior desafeto. Mas, com lágrimas nos olhos, Tereza não pode fazer nada a não ser aceitar.

A cena deve ser exibida na quinta-feira, dia 17.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here