A Dona do Pedaço - Evelina (Globo/Cesar Alves)
A Dona do Pedaço – Evelina (Globo/Cesar Alves)

Nos últimos capítulos de A Dona do Pedaço, Evelina, interpretada por Nívea Maria, vai mostrar que não vale a pena ficar chorando por um amor perdido.

A Dona do Pedaço: Paolla Oliveira e Sérgio Guizé gravam últimas cenas na praia

Abandonada no altar por Antero (Ary Fontoura) no capítulo que vai ao ar nesta quarta-feira (20), a mãe de Maria da Paz (Juliana Paes) até vai se ressentir um pouco, mas logo levanta, sacode a poeira e da volta por cima.

“Não quero passar a vida encalhada. Eu arrumo um solteirão… Ou viúvo. Ainda tenho meus encantos. Mais cedo ou mais tarde, eu caso novamente”, declara a mulher, que encontrará em Romeu, interpretado por Léo Wainer, uma possibilidade de viver  ‘feliz para sempre’.

E é no casamento de Britney (Glamour Garcia) e Abel (Pedro Carvalho), que acontece na mansão da Cornélia (Betty Faria), que a pistoleira encontrará o homem dos sonhos. Ela observa o homem entre os convidados e começa a jogar seu charme. “Os dois trabalham para minha filha que é proprietária da Bolos da Paz. E o senhor, o que faz?”, diz a avó de Jô. Romeu revela que trabalha com carros importados: “Já passei parte da empresa para meu filho, mas ainda estou na ativa”, conta Romeu (Léo Wainer). “Que interessante! Mas eu não deveria prender o senhor aqui, sua mulher deve estar esperando”, despista ela, que abre um sorriso quando descobre que o ricaço é viúvo.  De longe, Marlene (Suely Franco) observa a rival e desdenha.  “Já vai dar o bote. Safada!”, fala sozinha.

Nívea Maria e Leo Wainer
Nívea Maria e Leo Wainer

Juliana Paes desabafa e revela angústia sobre Maria da Paz, de A Dona do Pedaço

Ao longo da novela, Nívea Maria se divertiu interpretando Evelina, a mãe da protagonista. Se envolver num triângulo amoroso com Antero e Marlene foi surpresa até para a atriz. “Eu não sabia muito como ia acontecer essa história… A Evelina, dentro do mundo dela, está ali pra apoiar a filha. E de repente o Walcyr, dentro da história, ao invés de colocá-la só observando o que acontece no mundo, colocou-a participando das relações afetivas”, disse a atriz em um bate papo com o Área Vip.

Para Nívea, a história de Evelina foi muito bem construída. “Quando você descobre que está sendo interessante pra outro ser humano, não importa a idade, não importa se é homem, se é mulher,  é claro que a sua vaidade, o seu ego infla! É isso o que aconteceu com a Evelina. O Antero e repente fez despertar dentro da Evelina um lado ainda vivo, e saudável, da afetividade dela, da vida dela”, analisa.

Para a atriz, falar sobre sexo na terceira idade não é muito diferente de falar sobre o assunto em qualquer faixa etária. “Sexo hoje em dia é uma coisa muito complexa de se conversar. As pessoas têm reservas de algumas coisas ou criticam algumas coisas, em todos os sentidos. No sentido da escolha de sexo, escolha de gênero, comportamento sexual.  Eu acho que o corpo da gente, enquanto ser humano, tem uma coisa animal que leva ao sexo,  que pode ser com amor ou não. E essa libido vive com a gente a vida inteira, só precisa ser despertada no caso. Eu espero que realmente, dentro da historiam a gente tenha mostrado  uma terceira idade saudável, sexualizada, inteligente e que saiba aproveitar a vida sem ir pro lado ‘pequeno’ e ‘baixo’ do sexo. Na terceira idade, você não necessariamente precisa ter relações sexuais. Agora, a relação entre dois seres humanos, em qualquer contexto que seja, é sempre muito importante e existe sempre até você morrer”, opina.

Saiba o desfecho de Maria da Paz em A Dona do Pedaço

Vivendo mãe de uma personagem interpretada por Juliana Paes (As duas contracenaram em Caminho das Índias), Nívea encheu a atriz de elogios. “Eu acho que a gente está cada vez mais unida, cada uma com a sua história de vida, crescendo, amadurecendo.  Porque a gente, mesmo eu, com 72 anos, todo dia amadurece um pouco mais. Eu tenho ainda um lado meio ingênuo,  talvez daí eu ser uma pessoa positiva e esperançosa nas coisas, porque eu acredito no ser humano. E vejo na Juliana uma coisa assim também. Ela tem uma energia diante da vida, como mulher, como empresária, como atriz, como mãe. Eu me vejo na Ju quando eu tinha a idade dela e vivia o momento que ela está vivendo, pessoal e profissionalmente,  sem ‘enfeitar muito o pavão’, indo à luta e pensando no futuro”, pontua.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here