Diego Rocha Pereira (Reprodução/Instagram/Foto:diego_rocha)
Diego Rocha Pereira (Reprodução/Instagram/Foto:diego_rocha)

Uma foto publicada no Instagram nesta terça-feira (5) fez com que a Globo determinasse uma varredura em suas câmeras de segurança na redação de São Paulo!

Segundo informações do colunista Ricardo Feltrin, do portal “UOL”, foi descoberto que o operador de áudio Diego Rocha Pereira, ex-funcionário da emissora que admitiu ter gravado e vazado o vídeo que exibia William Waack fazendo um comentário racista antes de uma transmissão ao vivo no final do ano passado, voltou a entrar na redação da emissora sem ser notado.

No Instagram, Diego compartilhou uma imagem em que aparece sentado na banda do “Jornal Hoje”, relaxado na mesma cadeira que já foi usada por Waack. Ele ainda escreveu na legenda: “O Que Acham?”, seguida das hashtags: #didiconoplimplim #tvglobo #sechamareupenso.

O que acham?! #didiconoplimplim #tvglobo #sechamareupenso

A post shared by Didico Rocha (@diego_rocha) on

A imagem gerou pânico na redação do telejornal. Segundo a coluna apurou, a Globo está fazendo uma investigação para descobrir quando e quanto tempo Diego ficou na emissora, por onde andou, quem facilitou ou autorizou sua entrada e, pior, quem foi que o fotografou dentro da redação.

Na manhã desta quarta-feira (6), a emissora se pronunciou sobre o assunto e afirmou “que está apurando a ocorrência antes de tomar medidas cabíveis”, sem especificar quais. Rocha Pereira foi demitido da emissora no início do ano e vale lembrar que o vídeo polêmico de William Waack foi gravado em novembro de 2016 de um link em Washington, nos Estados Unidos.

Vídeo Polêmico 

A gravação aconteceu um pouco antes da entrada ao vivo de Waack direto de Washington (EUA) para a cobertura da vitória de Donald Trump na eleições presidenciais. Nas imagens, o âncora aparece xingando um motorista que passa buzinando. “Está buzinando por quê, seu merd* do cacete?”, disparou ele. Em seguida, Waack diz claramente: “Deve ser um, com certeza, não vou nem falar de quem, eu sei quem é, sabe o que é?“. O entrevistado, no caso o jornalista e diretor do Wilson Center, nos Estados Unidos, Paulo Sotero, faz cara de dúvida. Foi então que Waack cochichou algo no ouvido do entrevistado. Não é possível identificar com clareza suas palavras, mas internautas afirmam que ele disse: “Preto, né? É coisa de preto com certeza”. 

Afastado por Tempo Indeterminado

Desde que o vídeo repercutiu nas redes sociais, o âncora do “Jornal da Globo” foi afastado da bancada por tempo indeterminando. No dia 9 de novembro em comunicado, a Globo informou que tirou o jornalista de suas funções pelos comentários “ao que tudo indica, de cunho racista”. Renata Lo Prete está substituindo Waack no telejornal noturno do canal e também no programa “Painel”, na Globonews.






1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here