Geisy Arruda / Reprodução: Instagram

Geisy Arruda compareceu à universidade trajando um microvestido, há alguns anos. O caso repercutiu de tal forma no local, que precisou de auxílio para conseguir sair da universidade, e  o vídeo viralizou, dividindo opiniões.

Auto-intitulada ‘blogueira da classe C’, Geisy Arruda participou do programa ‘Olga’, veiculado pela emissora RedeTV!, e falou sobre o passado e sobre sua superação.

Vestindo um microvestido novamente, dessa vez com estampas geométricas e coberto por uma jaqueta, Geisy Arruda conversou com a apresentadora Olga Bongiovanni, e foi impossível não recordar o constrangimento a que foi submetida por causa de suas roupas.

Fama

Sim, o episódio na universidade rendeu fama à então estudante Geisy Arruda. Mas também trouxe muitos problemas: “Eu era ofendida, de palavras de baixo calão. E todo mundo me culpava: ‘ah, você foi com a roupa, você provocou, você instigou os alunos, a culpa é sua, por que você não foi com uma roupa mais comportada?”.

Além de comentários como esses, a aluna sofreu bullying e a expulsão da faculdade.

“Na primeira semana eu fiquei muito chateada, eu faltei vários dias na faculdade. Não só os universitários tinham acesso ao vídeo. Foi parar no Youtube e viralizou. Foi parar na CNN, New York Times, O Globo e eu não sabia como lidar com aquilo. De repente ficou muito gigantesco, e foi aí que a imprensa entrou. Quando eu tive meu primeiro contato com jornalista é que eles me explicaram ‘você não é a culpada, você é a vítima’.

O jogo virou

Foi quando conversou com um, advogado que Geisy Arruda entendeu que não estava certo o que faziam com ela, e então, como disse, ‘o jogo virou’.

Ela revelou que não compareceu mais à universidade, mas que foi estudar teatro. “Mas olha como isso me magoou muito, tanto que eu não consegui voltar. Eles me expulsaram, me culparam”.

Assista ao vídeo:

Justiça

Durante a conversa, Geisy Arruda confirmou que coube processo e a justiça ficou ao lado dela, mesmo que tenha demorado 5 anos para que tivesse uma resposta. Sua indenização foi de 50 mil reais por danos morais.

O episódio do microvestido

Ocorrido em 2009, quando Geisy era estudante do curso de Turismo em uma universidade em São Paulo, e, por ter ido à faculdade trajando um microvestido, foi hostilizada por um imenso grupo de alunos.

Realmente, o tema do feminismo não era discutido tão abertamente quanto hoje na mídia, mas o episódio do microvestido teve repercussão internacional.

Baixada a poeira, Geisy Arruda aproveitou a fama e lançou uma linha de roupas, além de trabalhar como modelo e atriz.

Veja também:



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here