Eduardo Costa – Reprodução: Instagram

O ano não começou lá as mil maravilhas para Eduardo Costa. O cantor sertanejo, logo nas primeiras semanas de 2020, foi acusado de  ter supostamente perseguido a própria ex-noiva, Victória Villarim, além de recebido uma intimação para prestação de depoimento e acusação de estelionato pelo Ministério Público.

+ Antonia Fontenelle revela que tem recaídas pelo sertanejo Eduardo Costa: “Sempre rola”

Em meio a altos e baixos e até mesmo dificuldades nos bastidores internos às vésperas, na noite desta última terça-feira (23), o músico gravou seu quinto DVD da carreira, o ‘Cabaré do Eduardo Costa’. Sete anos depois de ter feito sua última gravação em formato de show, o cantor se emocionou com o momento, em Curitiba, no qual contou com inúmeras participações especiais como as duplas Edson & Hudson e Edy Britto & Samuel.

+ Envolvido em polêmicas, Eduardo Costa não pagou dívida milionária para Gusttavo Lima

“Cada DVD que gravei foi em um momento único da minha carreira. Não gosto de banalizar meu trabalho. Também evito lançar mais de duas músicas por ano, porque graças a Deus elas fazem sucesso e eu atrapalharia minha estratégia lançando uma após a outra”, explica, em entrevista concedida à Coluna do Leo Dias.

+ Sertanejo Eduardo Costa dá detalhes sobre relacionamento com menores de idade

Mesmo diante de acusações polêmicas e revelações picantes acerca da mulherada, Eduardo Costa deu total destaque sobre o valor das mulheres nas suas canções, e lamenta o fato de que nos dias de hoje haja uma grande desvalorização acerca do empoderamento feminino. “A mulher perdeu o valor nas músicas e quero resgatar. Gosto de cantar canções do verdadeiro amor. Por exemplo, se não for você, não vai ser outra. Ela pode ser mais bonita, mais rica, mais inteligente, mas eu amo você, te escolhi e quero você”, avalia.

“Hoje em dia as músicas fazem com que as mulheres sejam descartáveis, do tipo, se não for você, tem outra. A mulher tem que ser valorizada nas canções e em tudo na vida. Também não gosto de música de corno, do tipo que o homem toma chifre e quer a infiel de volta”, refletiu o artista.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here