Ana Hickmann – Reprodução: Instagram

A apresentadora Ana Hickmann fez um desabafo durante uma entrevista ao programa ‘Fofocalizando’, do SBT.

É que seu cunhado, Gustavo Correa, está prestes a voltar aos tribunais para o julgamento em segunda instância, onde foi acusado de homicídio, em 2016. Para quem não se lembra, Rodrigo Augusto de Pádua invadiu um hotel em que ele, sua mulher, Giovanna Oliveira, e Ana estavam e fez os três de reféns.

Durante a conversa, a apresentadora da Record pediu justiça. “Foi uma pessoa que queria muito mal da minha família, mas conseguiu. Conseguiu trazer muito problema, muita tristeza, muita falta de sono, muito desgaste físico e psicológico”, disse.

No julgamento ficará definido se o episódio se enquadra como legítima defesa. “Mesmo provado e comprovado, a juíza ter entendido que foi legítima defesa, que o Gustavo salvou não apenas a minha vida, mas a própria vida, a da Giovanna, a nossa família… tem uma pessoa que continua apontando e dizendo que não tá certo”, afirmou ela.

“A vida é assim, faz parte, não deveria, mas a gente vai ficar junto até o fim”, afirmou. “Nosso caso é um de tantos outros que precisa do apoio da justiça. Todo mundo tem que ter o direito de se defender”, encerra.

Bilheteria de peça de Pepê, irmã de Neném, será retida pela Justiça; Entenda

Cunhado de Ana revela novo rumo do caso

Gustavo Correa, cunhado de Ana Hickamann – Instagram/Reprodução

Reviravolta no caso. O cunhado da apresentadora da Record TV, Ana Hickmann, será julgado em 2ª instância da acusação de homicídio em 2016, quando Rodrigo Augusto de Pádua invadiu um hotel em que ele, sua mulher, Giovanna Oliveira, e a estrela da Record estavam e fez os três de reféns. Na ocasião, Corrêa matou Rodrigo na ação para tentar controlar a situação que ocorria no momento, defendendo Ana.

Já em 2018, ele foi absolvido pela juíza Âmalin Azis Sant’Ana, do Tribunal do Júri de Belo Horizonte, mas o Ministério Público de Minas Gerais recorreu e ainda não foi definida uma data para um julgamento. Em seu Instagram, Gustavo falou sobre o caso. Veja!

Veja também:



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here