Antes de morte, sertanejos Cristiano Araújo e Gusttavo Lima lidaram com grande rivalidade

Antes de falecimento em 2015, sertanejo Cristiano Araújo e Gusttavo Lima viveram com grande rivalidade.
Cristiano Araújo e Gusttavo Lima – Montagem/Área Vip

Após quase cinco anos desde que lamentavelmente nos deixou, o cantor Cristiano Araújo teve inúmeros segredos compartilhados na imprensa desde então. Tido como uma das grandes premissas da música sertaneja, o irmão de Felipe Araújo sempre foi querido pela música, mas, de acordo com o livro ‘Onze mil horas — um fotógrafo em turnê com Cristiano Araújo’, de autoria do fotógrafo Flaney Gonzallez, ele possuía um nome no qual era tido como seu grande rival: Gusttavo Lima.

+ Inventário de Cristiano Araújo é concluído e conta com menos bens do que família esperava

Os cantores sertanejos protagonizaram um sério desentendimento, mas ainda assim, o motivo da briga sequer chegou a ser revelado. Na publicação em questão, Flaney revela de que os dois de fato se intrigaram, mas que Cristiano Araújo planejava fazer as pazes com o sertanejo. “Uma série de desencontros, conversas truncadas e alfinetadas levaram os dois a um bate-boca muito feio pelo celular. Desde então, praticamente se odiavam”, revela o autor, em meio a obra que possui em torno de 400 páginas, dividido entre textos e fotos.

+ Sertanejo Felipe Araújo revela relação espiritual com o irmão falecido, Cristiano Araújo, e confessa medo

O motivo de tamanha rixa entre ambos os artistas, por sua vez, nunca chegou a ser descoberto também por Flaney, mas antes da morte trágica, Cristiano Araújo planejava conversar com Gusttavo Lima. “Ninguém sabe ao certo o que houve. Eram amigos e, de repente, não eram mais. Cristiano desconfiava que poderia ser coisa da equipe de um e de outro, afinal, eram concorrentes”, justificou o fotógrafo, na publicação.

+ Sertanejo Felipe Araújo abre o coração e faz revelação ao falar do irmão, Cristiano

No final do ano passado, o caso da morte do cantor manteve a condenação por homicídio culposo do motorista Ronaldo Miranda, que estava pilotando o carro em que o músico estava no fatídico dia, sob companhia da namorada, Alanna Morais. A decisão foi dada após a Justiça analisar o recurso da defesa em que pedia para que o motorista fosse inocentado. O mesmo foi condenado a 2 anos e sete meses de prisão, pelo crime de homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.

Luís Gusttavo: Escreve sobre televisão e mundo dos famosos desde 2014. Apaixonado pelo mundo do entretenimento e similares, atua como redator no portal Área VIP.
Posts Relacionados
Leave a Comment