Antônia Fontenelle - Reprodução/RedeTV!
Antônia Fontenelle – Reprodução/RedeTV!

Na noite desta quarta-feira (06), a atriz Antônia Fontenelle participou ao vivo do programa “SuperPop”, exibido pela RedeTV!, e apresentado por Luciana Gimenez. Na ocasião, Antônia falou sobre o polêmico processo pela herança do diretor Marcos Paulo, na qual ela segundo decisão do STJ, não tem direito.

“É importante deixar claro que é o voto dela, isso não me exclui. Já fui reconhecida outras vezes como esposa dele. A carta escrita a mão por ele é passível de discussão, é o entendimento dela, mas e os sete anos que ficamos juntos não conta? Se o resto do colegiado votar que não tenho direito, tudo bem, mas minha dignidade não vão tirar, eu não vou deixar”, disse Antônia se referindo a decisão tomada pela ministra do STJ, Maria Isabel Galotti.

Antônia ainda disse acreditar que as mulheres deveriam se ajudar: “É um esculacho de mulheres para com mulheres. Uma juíza da primeira Vara de Família da Barra da Tijuca disse ‘não a reconheço como herdeira e não tem direito a nada’. O que é isso, uma mulher falar isso da outra? Me machuca ver mulheres se dirigindo assim a outras mulheres, não só contra mim como a elas [Flávia Alessandra e as filhas do diretor]”.

“Durante esses 6 anos eu fui em todos os lugares, falei o que pude. Recebo ao menos dez emails por dia de pessoas que passam o mesmo que eu, e o judiciário não pode deixar que mulheres passem por isso, é vergonhoso. Não estou brigando por dinheiro. Se fui reconhecida como esposa, tenho direito, o que foi construído em sete anos não tem ser no planeta Terra que me tire O título de esposa desse homem ninguém vai me tirar”, continuou Fontenelle.

A artista se mostrou bastante irritada em relação a maneira que a história vem sendo conduzida perante os tribunais: “A pedância, a petulância é tão grande que se referem a uma vida como se o Marcos Paulo nunca tivesse me conhecido. Ele deixou cada um com seu cada um, não deixou ninguém desprotegido, mas a coisa aparece como se eu quisesse alguma coisa delas. Não”, falou.

“Se tivessem me chamado pra uma conversa e dito: ‘a gente não concorda, o que é seu aqui?’. Fingir que eu não existo, me pintar como a louca, a barraqueira não é honesto, não é justo, é feio. Se eu não existo na história, vou fazer acordo com quem? Fui ignorada como uma putinha, entendeu?”, desabafou a atriz.

Carta de Flávia Alessandra

Flávia Alessandra/Instagram
Flávia Alessandra/Instagram

Em um trecho de uma carta, enviada à imprensa, Flávia ameaçou processar Antônia Fontenelle, caso ela continue falando o seu nome e o da sua filha: “Gostaria de pedir por gentileza que a sra. Antonia não mais utilize meu nome e nem o da minha filha para tentar dar mais visibilidade a seus argumentos infundados e reivindicações juridicas/pessoai. Tentei levar numa boa até aqui, mas já gostaria de deixar avisado que depois dos últimos pronunciamentos da mesma, se preciso, tomarei medidas legais para não mais ter que ouvir meu nome sendo usado para reverberar calúnias e difamações”, disse a atriz global…Saiba mais!

Fontenelle rebateu a carta

Após Flávia Alessandra se manifestar em relação ao processo pela herança de Marcos Paulo, através de uma carta, onde fala diretamente sobre Antônia Fontenelle, esta última, resolveu rebater a esposa de Otaviano Costa, que ameaçou lhe processar…Veja o que ela falou!

Leia também:

Antonia Fontenelle e Lívia Andrade trocam farpas nas redes sociais



8 COMENTÁRIOS

  1. Q direito quando ela foi morar com ele .ele já os bens dele .por lei não só tem direito se ele comprasse algo .ela é uma oportunista os milhões q ficou do .marcos são dos filhos isso sim.essa carta q ela fala q existe não for reconhecido firma no cartório não vale nada .pra vale a pessoa tem q ir no cartório e reconhecer firma.ela muito falsa honrosa ridícula vai trabalhar pra ganhar o seu dinheiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here