Adriano Imperador/Instagram
Adriano Imperador/Instagram

Mais uma polêmica para a conta dele. O ex-jogador de futebol e ‘bon vivant’ Adriano Imperador se envolveu em uma polêmica daquelas com um promoter há um certo tempo. Na ocasião, após se desentender com ele, ele saiu de uma boate aos gritos de “não tinha (Lei) Maria da Penha para viado”, sem contar as ameaças que, segundo o acusador, foram feitas. As informações são do jornal carioca Extra.

+ Adriano Imperador se envolve em escândalo envolvendo dinheiro no novo condomínio onde mora

Pois bem, passado um certo tempo, em uma audiência de reconciliação, realizada nesta última segunda-feira (11), Adriano Imperador fez um pedido de desculpas para o trabalhador, identificado como Yuri Monteiro.

+ Ex-jogador Cafu é investigado pela polícia por suposta ligação com facção criminosa

“Não queria dinheiro nenhum dele. Só queria que ele me deixasse em paz. Ele pediu desculpas e encerramos o assunto lá mesmo”, disse o promoter ao jornal. Ainda na conversa com a publicação, ele deu mais detalhes do ocorrido: “Ele tentou me agredir e pediu para os seguranças me tiraram da boate. Nunca fiz nada contra ele. Não tem motivo para ele ter essa raiva de mim. Tudo foi por causa de ciúme de uma ex-namorada, que não tem nada a ver. Estou me sentindo ameaçado e com medo de andar na rua e ele mandar fazer alguma coisa contra mim”.

+ Cantora que viveu affair com Neymar revela medo após romance com o jogador

Procurada, a assessoria jurídica do ex-futebolista, através do advogado Diogo Souza, comentou o assunto. Segundo ele, na época de toda a confusão, Adriano Imperador não realizou nada do que foi descrito pelo promoter:“O Adriano nega que tenha tentado agredir essa pessoa, muito menos ameaçá-lo.Tal fato será facilmente esclarecido na Justiça”. Agora é só esperar os próximos capítulos desta polêmica que ainda pode dar o que falar.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here